«Not For Sale»? a Destruição e a Reforma das Comunidades Futebolísticas na Aquisição do Manchester United Pelos Glazer

Por: Adam Brown.

Análise Social - n.179 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O presente artigo explora os antecedentes, a cultura futebolística e a oposição por parte de muitos adeptos do Manchester United à aquisição do clube pela família norte-americana Glazer. Situa-se a luta contra o processo de aquisição no contexto de uma série de tendências que marcou a base de adeptos do United: a reafirmação da identidade local entre os apoiantes naturais de Manchester; a formação de diferentes grupos entre os adeptos; a natureza das respectivas comunidades. Analisa-se a incapacidade das organizações de adeptos altamente politizadas para impedirem a aquisição e consequente destruição da comunidade. E, para concluir, traça-se o processo de formação de um novo clube, propriedade dos adeptos — o FC United of Manchester, fundado por apoiantes descontentes e desiludidos do Manchester United —, à luz de diferentes abordagens teóricas ao conceito de «comunidade».

Endereço: http://www.scielo.gpeari.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0003-25732006000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.