10 Anos de Existência da Rede Cedes: Desafios e Perspectivas

Por: .

XXV ENAREL - Encontro Nacional de Recreação e Lazer

Send to Kindle


Resumo

A Rede Cedes (RC) é uma ação programática que foi elaborada pelo Ministério do Esporte (ME) em 2003, com o intuito de incentivar o campo de pesquisa de esporte e de lazer, por meio de apoios financeiros para Instituições de Ensino Superior (IES), públicas e privadas. No ano de 2013, a RC chegou aos seus 10 anos de existência. Apesar de diversos investimentos, é possível evidenciar que a RC passa atualmente por problemas para garantir a sua legitimação no campo das ações das políticas públicas de esporte e lazer. Sendo assim, torna-se importante analisar o caminho percorrido pela Rede até o presente momento, para que se possa compreender sua legitimidade e contribuir com o desenvolvimento de novas ações. Este estudo, de natureza qualitativa, tem como objetivo analisar as principais ações desenvolvidas pela RC, investigando os desafios enfrentados pela Rede nos últimos 10 anos. Para o desenvolvimento do estudo, foi realizada uma pesquisa docu mental, que consistiu na análise das informações divulgadas no site do ME. A partir do levantamento destas informações, foi possível evidenciar que a Rede passou por quatro fases principais. A primeira delas, de 2003 a 2006, foi marcada pelo início dos financiamentos, onde os convênios eram firmados por meio de parceiras do ME com grupos de estudos nas diferentes regiões no país. Neste primeiro momento, a Rede teve como objetivo proporcio nar um crescimento científico em regiões menos favorecidas pelas instituições de fomento. Para tanto, foram criados núcleos nas IES para a produção dos estudos. Neste período foram desenvolvidas 96 pesquisas. A segunda fase foi caracterizada pelo início da utilização de Editais públicos para a concessão de convênios. Este período, que se iniciou em 2007, possibilitou que as informações referentes a este financiamento pudessem chegar a todos os interessados. Nesta fase, desenvolveram-se um total de 112 pesquisas. Uma terceira fase foi caracterizada por um maior incentivo da RC na socialização do conhecimento, onde foram desenvolvidos projetos como a criação do Repositório Institucional de Rede Cedes (RIRC) e o Balanço da Rede Cedes. Uma última e quarta fase foi iniciada em 2011, a partir de uma mudança estrutural no ME. A Rede Cedes que anteriormente a este momento fazia parte das ações realizadas pela extinta Secretaria Nacional de Desenvolvimento do Esporte e do Lazer, passou a fazer parte da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social. Já dentro desta nova secretaria, foi lançado um Edital, em novembro de 2011, onde foram aprovados 44 projetos. Estes projetos não foram firmados até atual momento, e não há nenhuma menção no site do ME sobre o não cumprimento destes financiamentos. A partir dos dados analisados, foi possível perceber que a Rede Cedes, apesar de pouco tempo de existência, passou por muitas fases distintas. A dificuldade de padronização no modelo de gestão, pode ter sido um dos problemas encontrados para a legitimação da Rede no campo das políticas de esporte e lazer. Torna-se necessário que os atores envolvidos neste processo se mobilizem para que se possam tornar evidentes os impactos que esta Rede trouxe, tanto no campo das políticas públicas de esporte e lazer no Brasil como no de pesquisas, na tentativa de garantir a existência da mesma.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.