1962. o Ano Mané

Por: Mauricio Neves de Jesus.

livrosdefutebol.com. 2013

Send to Kindle


Sobre a Obra

Este diário é uma justa homenagem, em forma de gratidão, a Manoel dos Santos, o Mané Garrincha, gênio extraordinário do futebol botafoguense, carioca, brasileiro e mundial, no ano em que se comemoram os 80 anos do seu nascimento, na pequena Pau Grande, Raiz da Serra de Petrópolis (RJ).

No ano de 1962, com quase trinta anos de idade, Mané Garrincha viveu o ponto máximo da sua brilhante carreira, tornando-se bicampeão mundial pela Seleção Brasileira, na Copa do Mundo do Chile, e bicampeão carioca pelo Botafogo de Futebol e Regatas.

Lamentavelmente, 1962 foi também o começo do fim. Dali em diante, o homem Manoel dos Santos não conseguiu driblar seus próprios demônios, e sucumbiu às mazelas físicas e etílicas.

Na memória dos torcedores que tiveram o prazer, a alegria e, por que não dizer, a honra de vê-lo jogar, com a “Amarelinha” ou com a gloriosa camisa listrada da Estrela Solitária, a certeza de que quem viu, viu; quem não viu, só pode imaginar.

Ou acompanhar a detalhada descrição que Mauricio Neves de Jesus pesquisou para produzir esse diário do maior ano da vida de Mané Garrincha.

Que Deus abençoe nosso alegre passarinho dos gramados!

Endereço: http://www.livrosdefutebol.com/catalogo_detail.asp?cod_produto=367

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.