Send to Kindle


Amigos:

           No período de 18 a 21 passado foi realizado a 22ª. Edição do Encontro Nacional de Recreação e Lazer – ENAREL – em Atibaia, SP abordando o tema “Lazer e Hospitalidade”.

           Infelizmente, devido a outros compromissos profissionais, só pude estar por lá no sábado, dia 20, quando os organizadores desse ENAREL resolveram prestar uma homenagem a todos aqueles que já haviam sediado esse evento no passado, além de algumas pessoas consideradas por eles como seus  “pioneiros”. Lá estavam sendo homenageados como “pioneiros” Prof. Marcellino, Profa. Leila Mirtes e eu, que fui, carinhosamente chamado de “Pai do ENAREL” (envelhecer tem também algumas vantagens…)

           Naquela noite de sábado houve também lançamento de livros, inclusive um deles, organizado pelo Prof. Marcellino e Prof. Hélder Isayama, com o título “ENAREL 21 anos de história”. Profa. Leila e eu escrevemos um capítulo desse livro (“Relendo o renascer do ENAREL”) o qual fizemos via skype já que ela reside em Brasília e eu em Sorocaba. Ademais a maneira “tecnológica” da construção do texto, valeu muito para recordar como tudo isso começou.

           Para quem não sabe, a idéia de reunir profissionais do campo do lazer em reuniões científicas começou muito antes do ENAREL cuja primeira edição foi realizada em dezembro de 1989. Há registros de longa data. Em Sorocaba mesmo, enquanto era Diretor da Faculdade de Educação Física da ACM e desenvolvia uma das primeiras políticas públicas de lazer na Prefeitura de Sorocaba, quase que por acidente, conheci o movimento “Esporte para Todos” em 1978. Odiado por muitos e amado por poucos, esse movimento, em pleno período da ditadura, difundia conceitos que estavam muito à frente de seu tempo (trabalho em rede, programação articulada, preceitos da administração aplicados à prática esportiva, a difusão das atividades físicas, um “decálogo” de gestão que orientava as incipientes políticas públicas na área da época e a valorização da constante capacitação de pessoas, tanto profissionais como líderes voluntários). Confesso que a maioria do que eu conheci naquela época sobre esses temas, me marcam até hoje.

           No início dos anos 1980 realizamos duas edições do “Encontro Nacional de Professores de Recreação” com o apoio do Governo Federal em Sorocaba, com a presença de mais de uma centena de docentes das faculdades de educação física de todo Brasil que ministravam essa disciplina (o termo lazer era ainda de conhecimento um tanto restrito para a época). Creio que esses eventos, junto com o “Congresso Brasileiro de Esporte para Todos”, num formato totalmente distinto e realizado em quatro ocasiões, auxiliaram no futuro a pensar o ENAREL.

           Mas foi numa viagem para Bucaramanga, região mais ao norte da Colômbia, em março de 1989, que me associei a uma agência de viagens de Sorocaba para organizar um grupo para participar do 2º. Congresso Internacional e 4º. Congresso Nacional de “Tiempo Libre y Recreación” em celebração do 25º. Aniversário da Associação Colombiana de Recreação que a idéia do ENAREL surgiu. Estávamos em nove brasileiros e lá nos perguntamos: se Colômbia pode organizar um evento dessa qualidade (inclusive com a presença de Joffre Dumazedier!) por que nós não poderíamos organizar o nosso?

           Voltamos de lá, nos reunimos algumas vezes e de 30 de novembro a 02 de dezembro realizamos o I Encontro de Profissionais de Recreação e Lazer em Brasília, graças ao trabalho daquele grupo pioneiro e a determinação da Prof. Márcia De Franceschi Neto-Wacker, hoje vivendo no Qatar, que manteve mais duas edições na capital brasileira. Somente na quarta edição, realizada na cidade do Rio de Janeiro, que o evento transformou-se em Encontro Nacional de Recreação e Lazer – ENAREL.

           Quero ainda voltar a esse assunto para dar um salto do passado para o futuro.

           Forte abraço

Bramante

Por Bramante
em 28-11-2010, às 20:53

4 comentários. Deixe o seu.

Bramante,
Boa a história do ENAREL contada pelo maior protagonista. Quem eram os 9 fundadores?
Será que a gente consegue recuperar TODOS os trabalhos apresentados nas edições do ENAREL desde então pra publicar na biblioteca do CEV? []s Laercio

Por Laercio Elias Pereira
em 29-11-2010, às 6:09.

Meu Amigo e Mestre

Foi um prazer muito grande, mesmo, encontrá-lo em Atibaia. Fiquei extasiado ouvindo o papo de voce e Leila durante o almoço. Boas lembranças… mas você esqueceu aquele encontro, promovido pelo SESC, em Bertioga, em 1985´- I Encontro Internacional de Pesquisadores de Lazer… a abertura foi feita por um sociólogo dedicado ao estudo do trabalho – FHC. Cobtraponto ao estudo do tempo do não-trabalho…
Você ainda estava na pós, nos EUA. Logo após, o Laércio me perguntou se não queria ir para a UNICAMP começar a área de Lazer. Não me senti seguro, para tal. Pediu-me indicação de alguns nomes, para apresentar ao Tojal. Dei logo três: um animador cultural, que estava fazendo o mestrado em educação na PUC-Campinas, de nome Nelson Marcellino; um profoessor de educação física – já famoso na área – que estava estudando recreação pública nos Estados Unidos, Bramante, ali de Sorocaba; e um sociólogo, Paulinho, ligado ao SESC – Paulo Sales… parece-me que deu certo… e temos assim algo para além do Esporte para Todos, da recreação escolar (Porto Alegre, com os Gaelzer)…
Interessante, Bramante e Laércio, é que perguntei a alguns dod nomes em evidencia, oriundos do Rio Grande do Sul, sobre a influencia do Frederico e sua filha Lenea em nossa área. Não sabem quem foram… como já disse alguém, a cada quinze anos, esquecemos os ultimos quinze… essa a nossa memória.
Lembrar os 22 anos do ENAREL, é importante para deixar registrado de onde partinos e onde pretendemos chegar. Para não continuar inventando a roda, como acontece hoje, como nunca antes na historia deste país… O Helder e o Marcellino e a Leila – a mãe – e o pai – você, estão de parabéns pelo que plantaram.
Foi uma laegria reve-lo…

Leopoldo
desde o Maranhão…

Por Leopoldo
em 30-11-2010, às 9:01.

O I Congresso de Esporte para Todos foi realizado em São Luís do Maranhão. Nossa idéia era de um Congresso de Lazer… afinal a Secretaria de Estado recém-criada – a primeira do Brasil – era Esporte e Lazer. O pessoal do MEC, onde estava abrigado o Esporte para Todos, no antigo DED, SEED, sei lá qual a sigla da época – Person, aquela japones que não lembro o nome agora – lembrei, George Takaashi – não permitiram… para bancar parte dos custo, deveria ser Congresso de Esporte para Todos. Lembro que tivemos dificuldades na reunião de alguns nmes, para proferir as palestras, dentro do espiito do Laércio e do Lino de se ouvir os ‘a favor’ e ‘os contras’. Alguns nomes foram vetados, como o da MariaIzabel, da Kátia… vieram por conta do Estado, para ‘apresentar’ trabalhos e fizeram as intervenções… com tempo ilimitado para se posicionarem… foi legal. O Laércio e o Lino ainda nos devem a história daquele evento. No ano seguinte, fez-se o Congresso Brasileiro em Curitiba. Isso aconteceu em 1980…

Por Leopoldo
em 30-11-2010, às 9:58.

Laércio e Leopoldo (nem sei se é aqui mesmo que responde para aqueles que reagem aos meus textos do blog ;-)

Quanto história conhecida, relatada e não registrada! Como diz um amigo meu, “sinto-me como uma mula frente a uma catedral” (…para expressar minha ignorância histórica, para além de ter auxiliado a construi-la ao menos na nossa área).
Respondendo ao Laércio, o “grupo dos nove” deve estar identificado no livro que conta os 22 anos de Enarel, editado por Hélder e Marcellino (como de hábito, foram muito rigorosos nas fontes pesquisadas). Com relação aos trabalhos apresentados nod diversos ENAREL, creio que esse material já existe em algum lugar que desconheço. Nosso amigo Giuliano Pimentel (que teve a “coragem” de organizar um livro com o título “Teorias do Lazer” lançado neste ano – falei isso pessoalmente a ele em Atibaia…rs) creio ser também uma pessoa indicada para tal devido a sua disciplinada atitude de pesquisador).
No mais, EPT. Takahashi, Person, Lamartine, alguns coronéis que dirigiam o setor de EPT, os congressos, as rupturas, as transgressões… tudo isso, um rico material histórico ainda para ser redescoberto e registrado.
Sinceramente Leopoldo, não sabia que tinha me indicado para atuar na Unicamp. Por favor, aceite meus agradecimentos sinceros, mesmo depois de mais de 22 anos!
Abraços!
Bramante

Por Bramante
em 12-12-2010, às 16:18.

Deixe o seu comentário

Endereço: https://web.archive.org/web/20101225032913/http://blog.cev.org.br/bramante/2010/22-anos-de-enarel/

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.