A Adoção de Taxas de Processamento de Artigos Como Modelo de Negócio Por Periódicos de Acesso Aberto Brasileiros

Por: Andre Luiz Appel e Sarita Albagli.

Transinformação - n.31 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Diferentes alternativas de financiamento e de modelos de negócio para o acesso aberto às publicações científicas vêm sendo discutidas e testadas, tanto por periódicos da chamada via dourada, quanto por periódicos híbridos. Um crescente número dessas duas modalidades de periódicos tem adotado uma taxa de publicação – mais especificamente uma Taxa de Processamento de Artigo – como seu modelo de negócio, o que tem sido tema de controvérsias. O objetivo deste estudo é apresentar características de periódicos brasileiros de acesso aberto que adotam taxas de processamento de artigos. A principal contribuição do estudo reside em subsidiar e ´auditar´ políticas editoriais e modelos de negócio para o acesso aberto que vêm sendo propostos para e por parte dos periódicos científicos brasileiros. Partiu-se de uma amostra de periódicos brasileiros que aplicam taxas extraída do Directory of Open Access Journals em abril de 2018, juntamente com sua classificação no Scimago Journal Ranking, Journal Citation Reports, e Qualis Capes, entendida como um indicador de prestígio desses periódicos. O estudo revela que um número ainda pequeno de periódicos brasileiros de acesso aberto aplica taxas de processamento de artigos, com práticas variando de acordo com suas áreas do conhecimento, tipos organização e prestígio relacionado ao Sistema Qualis.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-37862019000100300&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.