A Afetividade e a Aderência em Academias

Por: Danielle Ferreira Auriemo Christofoletti, , Graziela Pascom Caparroz, Jaqueline Castilho Moreira e Jossett Campagna de Gáspari.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Vários fatores levam um indivíduo a procurar por práticas de atividades físicas
indoor, realizadas em academias, sendo um deles, a qualidade de vida, que
abrange o resultado das condições subjetivas do indivíduo nos vários
subdomínios que compõem sua vida, como, por exemplo, trabalho, vida social,
saúde física, humor, etc. Da mesma forma que ocorre com o aspecto físico, o
bem-estar psicológico pode variar de acordo com o tipo de exercício realizado
e com os fatores envolvidos na prática, como o ambiente, os instrutores e a
própria pessoa. No que tange aos fatores determinantes da qualidade na atuação
profissional, muitas variáveis entram em jogo, como o nível de formação técnica,
o conhecimento de estratégias pedagógicas adequadas e a própria forma deste
se relacionar com a clientela, favorecendo ou inibindo um clima de satisfação
para a prática. Sendo assim, este estudo, de natureza qualitativa, investigou o
papel da afetividade como fator motivacional da aderência e manutenção das
atividades físicas indoor, realizadas em academias. Fez parte do estudo uma
amostra intencional composta por 40 indivíduos adultos, freqüentadores de
academias, na cidade de Jales, SP, de ambos os sexos, com faixa etária entre 18
e 65 anos. Os dados foram analisados descritivamente, por meio da Técnica
de Análise de Conteúdo Temático e indicam que, para 87,5% desta população
a expressão afetiva por parte do profissional de Educação Física representa o
fator principal de aderência e manutenção destas atividades. Esta amostra
também alegou que a motivação e o carinho oferecidos pelo profissional
envolvido representam fatores decisivos para a permanência nas atividades, já
que promovem o prazer, além de aumentarem os níveis de confiabilidade,
propício para se alcançar os resultados almejados, fugindo, inclusive, da rotina
diária. Com base nos resultados do estudo, pode-se perceber o papel importante
da expressão afetiva apresentada pelo profissional desta área e a premência de
novos estímulos relativos ao conhecimento e à informação, referente aos
aspectos subjetivos na prática profissional em Educação Física, dentro dos
cursos de formação. Torna-se igualmente importante, favorecer outras reflexões
acerca desta temática, para se enriquecer o universo da área em questão.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/75_Anais_p403.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.