A Aparência Física e Estética dos Alunos Como Determinantes Para a Exlcusão: Um Novo Olhar Preconceituoso do Professor no Meio Escolar?

Por: Maria Luisa da Silva Borniotto.

2002

Send to Kindle


Resumo

O objeto de estudo desta investigação foi se constituindo a partir de observações realizadas durante os estágios das disciplinas de Prática de Ensino das séries iniciais do Ensino Fundamental (1999) e de Metodologia ePrática do Ensino Médio – Modalidade Normal (2000), no curso de Pedagogia da Universidade Estadual de Maringá. No espaço de tempo desta última, observamos alunos de uma 2ª série do Ensino Fundamental de uma escola pública estadual do município de Maringá, para o desenvolvimento do Projeto de Iniciação à Pesquisa Pedagógica. Nesse período deparamo-nos com uma forma de preconceito da professora em relação a um aluno de aparência facial fora dos padrões estéticos cultuados hoje na sociedade capitalista, o qual, aos poucos, estava sendo excluído do processo ensino-aprendizagem, rotulado de “portador de dificuldades de aprendizagem”.

Endereço: http://www.ppe.uem.br/resumos/resumos/2002-03.prn.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.