A Atuação do Profissional de Educação Física em Equipes Multidisciplinares da Saúde Pública e Privada

Por: Maria Cecilia Bonacelli.

XX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

A restrita área de atuação do profissional de educação física nas escolas e academias vem sendo quebrada pela qualidade e importância que este profissional adquiriu com os anos, principalmente no campo da saúde. Ainda que este profissional seja pouco valorizado dentro do serviço de saúde, ele pode atuar de forma preventiva no combate a diversas enfermidades. Este estudo teve como objetivo principal analisar a atuação do profissional de Educação Física e sua importância na equipe multidisciplinar da saúde, nas redes públicas ou privadas de saúde. A pesquisa exploratória foi realizada nas cidades de Rio Claro e Santa Gertrudes, ambas localizadas no estado de São Paulo, nas Unidades Básicas de Saúde (PSF Centro, PSF Jequitibas, PSF Parque Industrial e PSF São Joaquim) e hospitais da rede privada (UNIMED Rio Claro, São Rafael e Hospital Santa Filomena) dos municípios, sendo desenvolvida no mês de julho à setembro do ano de 2014. Este estudo, de natureza qualitativa, foi realizado por união de pesquisa bibliográfica e exploratória. A pesquisa bibliográfica constou de busca de informações em fontes secundárias, como livros, artigos, teses e dissertações. A pesquisa exploratória (utilizada com o objetivo de conseguir informações/ conhecimento acerca de um problema) foi desenvolvida por meio de entrevista estruturada, contendo perguntas abertas e fechadas. O presente estudo foi realizado com 18 (dezoito) profissionais de saúde (médicos e enfermeiros), e 5 (cinco) Profissionais de Educação Física (PEF) que responderam a uma entrevista estruturada contendo perguntas abertas e fechadas, sendo selecionados por conveniência. Os voluntários tiveram que assinar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Foram selecionados profissionais tanto da rede pública de saúde quanto em hospitais particulares e também profissionais de Educação Física que trabalham junto às equipes multidisciplinares nestas unidades de saúde. Após coletados, os dados foram analisados descritivamente, por meio da Técnica de Análise de conteúdo temático (BARDIN, 2010). Os dados foram categorizados em 5 (cinco) eixos, para que se pudesse realizar a discussão dos mesmos. As categorias foram estabelecidas a posteriori, como propõe BARDIN (2010), a partir da recorrência dos dados. De acordo com os resultados coletados, pudemos perceber que o profissional de educação física está capacitado para trabalhar junto às equipes multidisciplinares de saúde, pois as ações de práticas corporais podem reduzir os agravos e os danos decorrentes das doenças não transmissíveis, beneficiar a redução do consumo de medicamentos, favorecer a formação de organizações sociais e incentivar a interdisciplinaridade. Poucas equipes organizam a prática da atividade física e na maioria das vezes não é o profissional de educação física que cuida das atividades propostas aos usuários. Se tratando de exercícios físicos o profissional da Educação Física é o único profissional habilitado para trabalhar com os pacientes, pois, além de ser um agente de saúde, esse profissional mostra com base científica os benefícios dos exercícios físicos para os pacientes, o que pode representar um grande papel na prevenção de doenças e promoção da saúde. Sendo assim, parece ser possível confirmar a extrema importância do PEF trabalhando junto a equipe multidisciplinar da saúde pública e privada, devido a sua atuação e formação, onde o mesmo tem conhecimento para trabalhar com os usuários do sistema de saúde. Apesar disso, nota-se que o profissional na saúde privada é muitas vezes visto como professor ou monitor de ginastica laboral.

Endereço: http://congressos.cbce.org.br/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.