A Autodeterminação na Prática de Atividades Esportivas: Um Estudo com Jovens Escolares Que Praticam o Futebol

Por: Carlos Adelar Aba, Gabriel Henrique Treter Gonçalves, Marcos Alencar Abaíde Balbinotti, Roberto Tierling Klering e Tânia Boff Lipert.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A motivação é compreendida dentro do contexto da teoria da Autodeterminação. Esta teoria sugere que um indivíduo pode ser motivado em diferentes níveis. O objetivo deste estudo é descrever os níveis de autodeterminação predominantes de jovens escolares que praticam o Futebol. O IAPAFE-25 (Inventário de Autodeterminação para Praticantes de Atividades Físicas e/ou Esportivas) foi respondido por 40 futebolistas na faixa etária de 13 a 16 anos, do sexo masculino, estudantes da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre – RS, Brasil. As dimensões que apresentaram os maiores escores foram: (1º) Motivação Intrínseca e Regulação Identificada, (2º) Regulação Introjetada e (3º) Regulação Externa e Amotivação. Assim, os motivos que levam estes escolares à prática regular de Futebol são predominantemente intrínsecos.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.