A Avaliação da Aprendizagem na Educação Física Escolar em Ferraz de Vasconcelos

Por: Fabiana da Silva Ramiro.

2011 16/12/2011

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo partiu de inquietações durante a minha atuação como professora do Ensino Fundamental I (4os e 5os anos) da Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, onde atuei entre os anos de 2009 a 2010, e tem como objetivo uma investigação sobre como os professores de Educação Física Escolar dos 5os anos do ensino fundamental I do município de Ferraz de Vasconcelos avaliam a aprendizagem dos seus alunos. A metodologia para o desenvolvimento do estudo pautou-se pela realização de uma revisão bibliográfica para, teoricamente, traçarmos uma perspectiva histórica e social da avaliação da Educação Física no contexto escolar, fundamentada em teóricos que discutem a temática, como Luckesi (2009), Vasconcellos (2008), Barbosa (2010), Neira (2009), Coletivo de Autores (1992), Silva (2010), Betti (1991) e Nóvoa (2009) e em um estudo de caso para analisarmos como a avaliação da aprendizagem é aplicada pelo grupo pesquisado. Para a realização da pesquisa empírica, o centro de investigação teve como campo as escolas municipais de Ferraz de Vasconcelos – SP e, como sujeitos, 16 professores que atuavam nos 5os anos do Ensino Fundamental I que, espontaneamente, quiseram participar da entrevista semiestruturada com perguntas abertas. Para tratar das discussões sobre como a Educação Física escolar foi instituída no município investigado, nos fundamentamos na legislação do município e, para discutir as questões relativas à avaliação, nos pautamos nas Diretrizes Pedagógicas do município e, como referência para analisar os dados coletados, utilizamos “Análise de Conteúdos” de Bardin (2011), que nos possibilitou uma discussão sobre os procedimentos avaliativos, a atribuição de nota, os problemas da avaliação e as concepções de avaliação desses professores. Os resultados indicam uma ausência de discussão sobre a avaliação no processo formativo inicial e continuado desses educadores que pressupõem uma confusão nos entendimentos relativos aos critérios e instrumentos avaliativos. Constatamos também que existe uma prevalência da avaliação por meio da participação e observação. Conclui-se que não há um diálogo dos objetivos estabelecidos pelo município nas Diretrizes Pedagógicas com a prática desses professores em relação à avaliação da aprendizagem. Desse modo, implica-se que a discussão sobre a avaliação no processo de formação em serviço talvez permita um aprofundamento nessas questões.

Endereço: http://www.usjt.br/biblioteca/mono_disser/mono_diss/2012/186.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.