A Avaliação da Imagem Corporal dos Alunos da Educação Física Como Meio de Auxiliar a Sua Formação Profissional

Por: J. C. Daniel e M. S. A. Silvia Anaruma.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

"Imagem corporal" é um dos conteúdos de grande importância nos cursos de Educação Física, por ser um dos aspectos do desenvolvimento que mais vai interferir no seu cotidiano, já que este é um dos profissionais em que tem como foco o corpo do outro. No entanto, para que a aprendizagem sobre este conteúdo seja efetivo, se deve abordar a própria avaliação da imagem que o aluno tem de si. Pensando nisso, fizemos um estudo com o objetivo de verificar como os alunos de um curso de graduação em Educação Física (Bacharelado) se autoavaliam, entendendo que este resultado pode interferir na sua compreensão do conteúdo e contribuir na sua elaboração mental quanto a sua imagem. O tipo de pesquisa é exploratória e como metodologia foi utilizado dois instrumentos: Body Shape Scale de Cooper et al (1987) como principal e para complementar a análise, um Questionário com perguntas abertas, elaborado por Anaruma (2011). Os instrumentos foram preenchidos durante uma aula, individualmente (mantendo-se o sigilo dos nomes), por 35 alunos, sendo 17 do sexo feminino, com média de idade de 22, 6 anos e 16 do sexo masculino, com média de idade de 24 anos. Com relação aos Resultados, foi observado através da análise da Escala que a maioria dos alunos está muito satisfeito com o corpo, principalmente os homens (75,7%) contra 52,9% das mulheres. Não foi verificado sintomas de distúrbios da imagem corporal nos sujeitos. Na análise dos Questionários foi demonstrado uma maior insatisfação com sua imagem, verificada através da análise de discurso. Já com relação à pratica - estimulada através da questão: Como você pode trabalhar com questões que envolvam a imagem corporal do seu aluno? - foi verificado, que apesar de alguns alunos não terem respondido a questão, a maioria deles tem conhecimento suficiente para lidar com os problemas advindos da Imagem corporal e seus distúrbios, pois conseguiram dar vários exemplos relacionados não só à postura ética do profissional, como às técnicas. As conclusões confirmam a premissa de que a auto-avaliação favorece a aprendizagem sobre a imagem corporal. Esta auto-avaliação possibilitou a reflexão, a importância do tema, a discussão e, finalmente, a percepção de que esta imagem deva ser encarada. Este estudo nos faz refletir sobre a própria natureza do curso, em que a relação entre os alunos, é pautada pela comparação do desempenho, da sexualidade, da beleza, dos limites do corpo; se olham a todo o momento, buscam a perfeição mais do que as outras pessoas. Sendo assim, sugerimos que pesquisas sejam feitas em outros cursos, para verificar se há diferença significativa com o curso de Educação Física.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2016 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.