A Capoeira Ampliando a Comunicação de Adolescentes Surdos

Por: Ariane Donato, Christian Krause e Rosilene Moraes Diehl.

VII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Ampliar a capacidade de comunicação dos alunos como mundoé uma tarefa importante e fundamental, principalmente para aqueles que possuem algum tipo de deficiência. Preocupado com esse contexto, o projeto Capoeira para Adolescentes Surdos da Escola Especial Concórdia da ULBRA procurou desenvolver essa aprendizagem com um grupo formado de 18 pessoas, ambos os sexos entre 12 e 18 anos de idade durante um ano. Esse estudo teve por finalidade descrever as etapas dessa aprendizagem, bem como interpretar o olhar de alunos, pais e professores sobre o projeto. A aprendizagem da capoeira foi dividida em três aspectos: aulas com as habilidades especificas de capoeira, o aprendizado do toque do berimbau, pandeiro e atabaque e os jogosde rodarealizados comoutrosgrupos (ouvintes) de capoeira. Aavaliação foi feita através de conversas informais realizadas ao longo do ano e de entrevistas com os familiares e professores. De acordo com esse estudo concluímos que a capoeira promoveu uma nova linguagem corporal, uma nova forma de comunicação. O adolescente surdo realiza uma decodificação das informações obtidas no micro-ambiente estabelecida nas aulas de capoeira para o ambiente global. Notamostambém que essa atividade proporcionou um maior envolvimento entre pais, filhos e escola. O reconhecimento pelo trabalho garantiu além de maior apoio institucional uma maior projeção e valorização da capoeira como meio de formação do adolescente surdo.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.