A Capoeira na Educação Física Escolar: o Que os Professores Precisam Conhecer Para Desenvolvê-la em Suas Aulas?

Por: L. M. F. Silva e .

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

A capoeira, apontada pelo Governo Federal como Patrimônio Imaterial da Cultura Brasileira (2008) e, recentemente, em novembro de 2014, considerada como Patrimônio Cultural da Humanidade, pela UNESCO, vem sendo sugerida como uma possibilidade de conteúdo para a Educação Física Escolar, desde a década de 1980, quando a área passou a considerar o ser humano em suas manifestações culturais relacionadas ao corpo. No entanto, ao contrário do que se acredita, esta prática ainda não se faz presente de forma satisfatória, nas aulas de Educação Física, mesmo já fazendo parte da integralização curricular, como disciplina obrigatória e/ou optativa, de diferentes cursos superiores do Brasil. Neste sentido, este estudo teve como objetivo principal identificar junto a professores e alunos em processo de formação em Educação Física, com e sem experiência em capoeira, quais conhecimentos são necessários em sua formação e prática pedagógica para inseri-la como conteúdo da Educação Física Escolar. Utilizou como metodologia os procedimentos da abordagem qualitativa, destacando-se a realização da coleta de dados com a aplicação de dois Grupos Focais (um com participantes sem experiência em capoeira e outro, com experiência) e a Análise de Conteúdo, utilizada para a categorização, descrição e análise das informações coletadas. Como resultados apresenta, a partir falas dos participantes, duas categorias relevantes, apontando quais as necessidades principais dos professores de Educação Física, em formação ou já profissionais, para ministrar a capoeira em suas aulas: a sistematização de seus conteúdos básicos e o desenvolvimento de materiais didáticos. A sistematização foi considerada de importância significativa, uma vez ser a capoeira uma prática corporal que contém um vasto conteúdo procedimental, conceitual e atitudinal (golpes, acrobáticos, movimentação rasteira, toque dos instrumentos, as palmas, o canto; histórico, importância cultural, sua lógica interna, cooperação, respeito mútuo, diálogo, não a violência, e outros) que precisam ser selecionados e organizados, apontando o quê e em que ordem este tema pode ser abordado na escola. Os materiais didáticos foram apontados por terem a finalidade de auxiliar o professor no desenvolvimento dos processos de ensino e de aprendizagem, sendo indicados: planos de aula, vídeos e filmes, músicas de capoeira, dentre outros, em um único suporte. Conclui-se que, para que a capoeira possa ser aplicada por um maior número de professores de Educação Física, que a reconhecem como importante ícone da identidade cultural brasileira é necessário que diferentes estudos continuem sendo realizados, principalmente com enfoque pedagógico - como a construção do suporte didático mencionado -, que contemplem as necessidades dos professores aqui apontadas e, além disso, que estes conhecimentos possam ser abordados em sua formação profissional.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.