Send to Kindle


Resumo

Este estudo analisou, no período entre 1930 até a implementação do Estado Novo, os fatores que levaram a criação da Capoeira Regional, momento no qual Getúlio Vargas passou a interferir na educação e na cultura do país. A pesquisa se pautou numa crítica historiográfica, baseando-se nos estudos de Norbert Elias, Michel Foucault e Theodor Adorno. Questionou-se se o surgimento da Capoeira Regional afastou esta prática do restante da cultura popular ou tratou-se de um processo civilizador que a modernizou e fez sobreviver naquele momento histórico. Porém, como todo processo civilizador traz modernização há nele presente um grande componente de barbárie.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.