A Carga Interna de Treinamento é Diferente Entre Atletas de Voleibol Titulares e Reservas? Um Estudo de Caso

Por: Danilo Reis Coimbra, Francisco Zacaron Werneck, Maurício Bara Filho, Renato Miranda e Thiago Andrade Goulart Horta.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.19 - n.4 - 2017

Send to Kindle


Resumo

O mesmo estímulo de treinamento pode proporcionar diferentes adaptações fisiológicas para os atletas de uma mesma equipe. Dessa forma, o objetivo do estudo foi analisar e comparar as cargas de treinamento de atletas titulares e reservas de uma equipe de voleibol masculino em diferentes períodos da temporada. A amostra foi composta por quinze atletas da superliga masculina de vôlei que foram divididos em dois grupos de titulares e reservas. A carga de treinamento de dez semanas pertencentes ao período de preparação da equipe para o campeonato principal da temporada em que não houve a realização de jogos foi selecionada para o estudo. Foi utilizado para a quantificação da carga de treinamento o método da percepção subjetiva do esforço da sessão (PSE) proposto por Foster et al. (2001). O Grupo titular apresentou maiores valores de carga de treinamento semanal total (CTST) e de PSE na média das 10 semanas de treinamento (p<0,05). Foi demonstrado também maior valor de CTST para os titulares no período preparatório e competitivo em relação aos reservas (p<0,05). Quando as diferentes semanas foram analisadas separadamente, a semana 3 e 7 apresentaram a CTST e a PSE maiores para os titulares comparado com os reservas (p<0,05). Os resultados apresentados pelo presente estudo mostraram que atletas considerados titulares apresentaram maior carga interna de treinamento em comparação aos atletas considerados reservas. 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2017v19n4p395

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.