A Cidade em Duas Rodas: Introdução ? Prática do Ciclismo na Cidade de São Paulo (1890- 1910).

Por: Yuri Vasquez Souza.

XIV Congresso de História do Esporte, do Lazer e da Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

De origem europeia1 , o ciclismo, prática cultural do andar de bicicleta e a bicicleta, passaram a ser símbolos da modernidade e do progresso presentes no cotidiano através das diversas manifestações do seu uso e da sua incorporação às dinâmicas sociais.2 A bicicleta, objeto dessa pesquisa é simples, porém versátil e o seu uso diário pode abranger diversas áreas da vida. Múltiplos podem ser os sentidos atribuídos ao objeto: meio de transporte de pessoas e mercadorias, práticas desportivas, lazer e turismo e realização de desafios. Com o aprimoramento da técnica, a prática cultural de “andar de bicicleta”, sofreu adequações e passou a produzir espaços e estruturas próprias para a prática desportiva do ciclismo, criando novas instituições, reforçando a ideia de sujeito universal e promovendo novas relações sociais3 . O ciclismo desportivo foi responsável em parte por incorporar o uso tecnologias modernas ao esporte.4 No final do século XIX, a bicicleta desembarcou em São Paulo e no Rio de Janeiro, trazida pela burguesia que frequentemente viajava para países da Europa e de lá importavam suas modas e formas de viver.5 Se inaugurava as prática dos sports6 que usam tecnologia moderna no Brasil.

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/anais-do-xiv-chelef

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.