A Ciência, o Olhar e o Se-movimentar: Uma Fenomenologia do Futebol - ou de Como o Cap Encontra Talentos

Por: Fernando Gonçalves Bittencourt.

Motrivivência - v.22 - n.34 - 2010

Send to Kindle


Resumo

Este artigo, apoiado em uma etnografia realizada no Centro de Treinamento do Caju, do Clube Atlético paranaense, objetiva refletir sobre o modo através do qual o CAP seleciona seus futuros atletas. Descrevendo as diferentes maneiras de recrutar jogadores, discuto sobre os limites da ciência para a detecção dos "talentos". Concluo que é na relação fenomenológica entre o olhar e o se-movimentar – do olheiro com o jogador – que o devir jogador de futebol se realiza.

Endereço: http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/17141

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.