A Construção de Uma Nova Abordagem Para a Capoeira Pelos Mestres Bimba e Pastinha no Brasil da Década de 1930

Por: Nilene Matos Trigueiro Marinho e Ricardo de Figueiredo Lucena.

XIV Congresso de História do Esporte, do Lazer e da Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO Como sujeitos de pele negra e de condição social desfavorecida, como Mestres Bimba e Pastinha conseguiram influenciar de maneira tão significativa a capoeira moderna, permitindo-a ganhar notoriedade e reconhecimento nacional ainda no início do século XX? A prática violenta da capoeira nas ruas das cidades como o Rio de Janeiro, Salvador e Recife, no século XIX, vai culminar com a sua repressão em diferentes estados do país. Conforme Lucena (2002), a princípio a Capoeira foi rechaçada por se assemelhar a ações “primitivas”, depois é vista como um componente lúdico e, por fim, mais recentemente, aproxima-se de um fazer esportivo cada vez mais “cheio de aparato.

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/anais-do-xiv-chelef

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.