A Construção do Estilo Nacional na Formação do Atleta de Futebol Brasileiro

Por: Carlos Coelho Ribeiro Filho.

2007 12/04/2007

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo se propôs a analisar o processo de construção do estilo nacional brasileiro de futebol na formação de atletas, desde sua iniciação até a profissionalização, por meio de literatura em forma de manuais de treinamento. Caracterizou-se pelas abordagens quantitativa e qualitativa e teve como delineamento o levantamento de manuais brasileiros e estrangeiros no que tange ao treinamento das questões técnicas do futebol que possam, de forma efetiva, interferir na construção de um estilo de futebol. O referencial teórico se apoiou na Análise de Conteúdo, segundo Bardin (1988). A pesquisa se baseou na análise de 42 manuais sobre futebol, escritos nas últimas quatro décadas, no Brasil e no exterior, sendo 21 deles nacionais e 21 estrangeiros de várias nacionalidades. Para melhor compreensão do estudo, explorou-se algumas questões consideradas relevantes quando o assunto é estilo de jogo como, o treinamento dos fundamentos, o drible e especialmente o que se define por estilo de futebol, sob as óticas de autores como Freire, (2003), Drubscky (2003), Leal (2001), Bangsbo & Peitersen (2003), Ekblon (1999) entre outros. A proposta de análise se estendeu também para as formas propostas pelos autores para o desenvolvimento prático das questões relativas ao treinamento das habilidades necessárias a uma boa técnica, bem como as faixas etárias sugeridas para cada uma destas fases. Abordou-se também, a questão do estilo de futebol relativamente à técnica individual e ao sistema de jogo. Após a seleção dos aspectos técnicos-táticos do futebol, descritos nos manuais, comparou-se os dados obtidos nos manuais nacionais e estrangeiros, onde buscou-se identificar a existência ou não, de particularidades entre os mesmo neo, que se refere à formação de jovens atletas de futebol e a questão do estilo de jogo. Os resultados mostraram que os manuais apresentam linhas gerais ao preconizarem o treinamento dos fundamentos, descrevendo a técnica e a mecânica do movimento sem dizer que o aperfeiçoamento dos mesmos pode ser o diferencial na construção do estilo. Constatou-se também que a construção do estilo não encontra sustentação nos manuais de futebol, nem tampouco apontam o surgimento desta questão nos treinamentos e não apontam caminho para o seu desenvolvimento. Por fim, verificou-se que o tratamento dado ao estilo de jogo, em especial ao brasileiro, acontece apenas no enaltecimento do futebol brasileiro e pelos autores dos manuais, brasileiros e estrangeiros. Porém as propostas didático-pedagógicas, sugeridas por eles, para o treinamento, ao longo da formação do atleta de futebol, não indicam que caminho seguir para a construção do estilo nacional de futebol. 

Endereço: https://www.dropbox.com/s/4jn9wrtonavdgqt/UGF.00339.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.