A Contribuição dos Colégios Particulares da Cidade de São Paulo na Propagação do Foot-ball Entre 1900 a 1930: Um Estudo de Caso do Colégio Marista Arquidiocesano

Por: Osmar Novaes Ferreira Junior.

2013 27/02/2013

Send to Kindle


Resumo

Pesquisar sobre o futebol brasileiro a partir de uma perspectiva histórica nos possibilita entender como o mesmo se constituiu atualmente num esporte de visibilidade, praticado por brasileiros de diferentes faixas etárias, etnias e classes sociais, ou seja, uma manifestação que faz parte do cotidiano do brasileiro, direta ou indiretamente. São vastas as literaturas que abordam o contexto histórico do futebol brasileiro, apontando com densidade para os aspectos sociais, políticos e culturais do esporte, em contra partida são tímidas as literaturas que discorrem sobre a prática do foot-ball nos colégios elitizados de São Paulo entre 1900 a 1930. Já se sabe sobre a prática do foot-ball no colégio jesuítico São Luiz, fundado em 1861 em Itu. Neste contexto, objetiva-se neste trabalho verificar como o foot-ball se estabeleceu como prática no colégio Marista Arquidiocesano de São Paulo, no período compreendido entre 1900 a 1930, identificando suas formas de práticas e organização dentro dos colégios, e fornecendo indícios para uma reflexão acerca da contribuição dos colégios particulares de São Paulo no processo de propagação do foot-ball. Trata-se de uma pesquisa histórica, com uma abordagem qualitativa alicerçada em fontes documentais (como os anuários escolares, fontes iconográficas, registros e o jornal de grande circulação “O Estado de São Paulo) e que tem como referencial teórico Eric Hobsbawm e Terence Ranger. Durante o desenvolvimento do trabalho, foi abordado a relação entre foot-ball e a escola (em nível internacional e nacional), a chegada do Futebol em São Paulo, e indícios do surgimento e desenvolvimento do futebol no ambiente escolar (curricular ou extracurricular) no Colégio Marista Arquidiocesano de São Paulo no período da pesquisa já referendado. Assim, a pesquisa justifica-se devido os referenciais teóricos apresentarem certa tendência em olhar somente o papel clubístico como a mola propulsora para a divulgação do foot-ball no Brasil, desmistificando-a. Além de explicar e enaltecer a relevância do colégio Marista Arquidiocesano de São Paulo (1900 a 1930), em conjunto com outros colégios e clubes para a massificação do esporte. Portanto, fundamentados por todos os registros contidos nesta pesquisa, fica-nos a certeza da inestimável colaboração do colégio Marista Arquidiocesano de São Paulo assim como outros colégios particulares (que participavam dos campeonatos organizados pelas ligas escolares) para a propagação do Foot-Ball, no início do século XX, que conjuntamente com os clubes deram os passos iniciais e fundamentais para a massificação deste esporte (mesmo que num segundo momento isso possa ser mais creditado ao papel dos clubes). Ao mesmo tempo que fica-nos esta certeza, também nos habita o desejo de que outras pesquisas sejam realizadas com esta temática (especialmente utilizando-se os valiosos acervos dos colégios), abrindo assim novas perspectivas para a historiografia do futebol, para seu presente e futuro em nosso país.

Endereço: http://www.usjt.br/biblioteca/mono_disser/mono_diss/2013/238.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.