A Copa do Mundo Acontece Mesmo no Brasil? Multidões Esportivas e Comunidades Imaginadas na Era da Globalização

Por: Claudine Haroche e Jean-jacques Courtine.

Projeto História. Revista do Programa de Estudos Pós-graduados em História - n.49 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Este ensaio, escrito antes da Copa de 2014, destaca primeiramente os receios que presidiram a sua preparação: em meio a um conjunto de problemas políticos e sociais típicos da situação brasileira, reapareceu um temor mais geral das massas. Este trabalho realiza primeiro um sobrevôo teórico e histórico do medo das multidões nas sociedades de massa, desde o nascimento da “Psychologie des foules” de Gustave Le Bon na virada do século XIX. Ele mostra igualmente como o espetáculo esportivo se transformou, como as tribunas dos estádios foram pouco a pouco pacificadas e como este espetáculo conheceu com sua midiatização e sua mundialização transformações inéditas. Um novo homem dos estádios apareceu, assim como torcedores “globais”, pertencentes a comunidades imaginadas, redefinidas pela mundialização. O próprio futebol sofreu a mutação total de uma deslocalização radical e de uma mercadorização absoluta.

Endereço: http://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/20469

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.