A Corporeidade Como Elo Essencial na Integração Entre Educação Física Escolar e Teatro do Oprimido, em Uma Possível Atuação na Escola Básica.

Por: Marcel Cavalcante de Souza.

Corpoconsciência - v.19 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo


Vivemos numa época repleta de complexidades. Entendemos que o corpo é dialeticamente influenciado por diversos elementos e diariamente provocado pelas relações que estabelecemos. Pensar o corpo em sua complexidade é pensar a corporeidade. E a educação física tem sido a área de atuação humana que mais se debruça sobre o assunto. Atuando em outras frentes, deparamo-nos com o Teatro do Oprimido (TO), que traz contribuições inegáveis à práxis pedagógica. O objetivo deste trabalho é propor a Corporeidade como elo essencial para a integração entre Educação Física Escolar (EFE) e TO. Metodologicamente este trabalho pode ser considerado de revisão bibliográfica. Dialogando com os autores, estabeleceram-se alguns parâmetros interessantes, a serem discutidos para reflexão. Pensar a corporeidade, talvez, passe pela compreensão das diversas relações que estabelecemos ao longo da nossa caminhada pela vida.  Que a corporeidade presente em cada educando, possa ser sensivelmente compreendida. Que possamos transformar, concretamente, nosso fazer

Endereço: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/3798

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.