A Dança Entre os Ciganos.

Por: Manon Toscano Lopes Silva Pinto.

108 páginas. 1997

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa fundamenta-se basicamente nas bibliografias existentes sobre o povo cigano, entrevistas com ciganólogos, ciganos nômades ou não, e utilizando como metodologia as pesquisas descritiva, ex-post-facto e histórica, o presente trabalho resultou numa apresentação de algumas reflexões sobre a dança dos "zíngaros". Para a coleta de dados procedeu-se o fichamento de várias obras, revistas, documentários, discos e CD’s, jornais e entrevistas, nelas cuidando para que os sujeitos fossem realmente ciganos e avaliou-se as obras que fizessem alguma referência à música e à dança dos "tsiganos" , mesmo que em pequena escala. A alusão ao ensino do folclore e da dança faz parte das recomendações que orientam o direcionamento para seu estudo, enriquecendo essas disciplinas às quais ajudariam a esclarecer o motivo pelo qual se dança. Além das informações sobre as características e estrutura da cultura cigana, através da sua dança, apontou-se o processo aculturativo que esse povo enigmático e alegre sofreu ao longo desses séculos, permitindo identificar um certo número de pontos comuns diferenciadores da dança dos ciganos e dos gadjos. Ficou claro que o folclore e a cultura de outros povos exercem influência sobre a dança cigana, como também, em muitos lugares, dela também recebe influência, demonstrado nas peculiaridades apresentadas na dança cigana quando confrontada com a dança dos gadjos e que as circunstâncias da sedentarização do povo contribuiu também para uma mudança radical na maneira de ser dos ciganos, mas que não dissolveu, de todo, essas peculiaridades que faz com que se perceba a diferença entre o ser cigano e o gadjo como ficou evidente também que os benefícios advindos da introdução do estudo da dança no campo educativo justifica seu enriquecimento. Os benefícios advindos da introdução da dança no campo educativo justifica seu enriquecimento na prática coreográfica, mesmo porque, é através do estudo da dança de um povo que compreende melhor esse povo. Não foi possível se conseguir a ambiência no mundo dos ciganos devido ao fato de que a prática da dança era altamente fechada e circunstancial nos acampamentos visitados. Mesmo assim, é um trabalho destinado aos profissionais que lidam diretamente com o movimento humano, educadores e ciganólogos, contribuindo para sua orientação prática e teórica, no sentido de distinguir a dança cigana das demais danças populares e esclarecer pontos obscuros no estudo do folclore dos povos nômades ou semi-nômades, concluindo-se que apesar da diferença marcante entre os ciganos e os gadjos, em termos de cultura, vem ocorrendo o processo aculturativo que foi imposto a eles, até de forma inconsciente, o que fez a incorporação de outras danças no seu repertório cultural.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1235&listaDetalhes%5B%5D=1235&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.