A Dança na Escola Sob a Perspectiva da Formação de Subjetividades Críticas e Resistentes

Por: Ana Carolina Porto da Silva.

IV Colóquio de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana

Send to Kindle


Resumo

A escola constitui-se em um ambiente sócio-cognitivo em que formas corporais deafirmação do poder dão-se cotidianamente, de maneira que se naturalizam ao longo da vidaescolar e produzem corpos dóceis e disciplinados para o pleno exercício do poder nasociedade. Um tanto lógico é pensar que, da mesma forma, constitui-se em um ambiente ondeas transformações nesses modos de construção do sujeito podem começar a se fomentar e aocorrer. A dança como arte, neste contexto, pode representar uma ferramenta deressignificação e de transformação nos modos de produção e de representação dos corposcontemporâneos. Este artigo fundamenta-se em referenciais teóricos que embazam essasreflexões acerca da força transformadora da dança como arte dentro do ambiente escolar.

Endereço: http://motricidades.org/conference/index.php/cpqmh/4cpqmh/paper/view/150

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.