A Democracia Corinthiana: Práticas de Liberdade no Futebol Brasileiro.

Por: José Paulo Florenzano.

509 páginas. Educ PUC. 2009

Send to Kindle


Sobre a Obra

A divisa do futebol-força pode ser identificada na crítica de Ferruccio Valcarregio, então treinador da Fiorentina, às atuações de Sócrates no campeonato italiano: “Precisamos de um jogador que corra e não que pense”. Ao contrário, porém, dessa concepção que pretende desvincular o ato de jogar do ato de pensar e reduzir o trabalhador da bola à condição de mero comandado dos especialistas que o cercam e dirigem, o projeto da Democracia Corinthiana empreende a luta para reconciliar corpo e alma, religar o atleta ao cidadão, reunir a dimensão estética do futebol-arte à dimensão ética do futebol como prática de liberdade.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.