A (des) Motivação nas Aulas de Educação Física no Ensino Médio

Por: Ana Claudia Santurbano, Felipe Franco Pontifícia e Paulo Fabrício Scarparo Bozza.

Coleção Pesquisa em Educação Física - v.5 - n.1 - 2007

Send to Kindle


Resumo

A falta de interesse, essencialmente, dos adolescentes pelas aulas de Educação Física (EF) é um tema pouco discutido e um fato bastante vivenciado, atualmente, pelos profissionais desta área. Por muitas vezes, o interesse ou a falta dele está relacionado à motivação do aluno mediante a aula. A motivação pode ser a origem do sucesso ou do fracasso escolar, pois acredita-se que a pessoa realize integralmente alguma atividade caso esteja motivada para isso. Dentro do contexto escolar é comum observar alunos que não se interessam pelas aulas de EF, especificamente, no Ensino Médio. De fato, é difícil para os professores deste nível de ensino, até mesmo, ministrar suas aulas. Acredita-se, que a partir do momento que o docente trabalhe a motivação de seus alunos, estes poderão interessar-se mais pela EF. Deste modo, esse estudo teve como objetivo investigar a motivação dos alunos em aulas de Educação Física no Ensino Médio em uma escola particular de CampinasSP. Assim, foi realizada uma pesquisa bibliográfica (GIL, 2002), e uma pesquisa de campo descritiva com caráter exploratório (MATTOS; ROSSETO JR.; BLECHER, 2004). Foi elaborado e aplicado um questionário específico para coleta de dados, contendo questões abertas e fechadas, seguido de um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, de acordo com o Comitê de Ética da PUC Campinas/SP. A população de estudo da pesquisa foi constituída por 318 alunos do Ensino Médio do 1ª ao 3ª ano, de ambos os sexos. A escola onde foi realizada a pesquisa possui três salas para cada ano do Ensino Médio, portanto, o critério para seleção dos participantes foi a entrega dos questionários para todos os alunos de todas as salas correspondentes, utilizando-se para este estudo os que retornaram. Assim, o trabalho expressa em seu desenvolvimento: i) As finalidades da educação e da EF ambas no Ensino Médio; ii) A motivação e seus conceitos, aspectos gerais e a diferença entre Motivação Intrínseca e Extrínseca e, por fim, iii) A motivação para a aprendizagem proporcionando ênfase na motivação do aluno. De fato, pode-se notar que na escola onde foi desenvolvida a pesquisa, na sua totalidade 55% dos alunos do Ensino Médio estavam motivados a participar das aulas de EF e 45% não. Mas, o que mais chama a atenção é o fato de que com o passar dos anos os alunos vão diminuindo a motivação. Nota-se essa divergência a partir dos dados coletados que mostram que no 1° ano 64% dos alunos estão motivados, no 2° ano 58%, enquanto, que no 3° ano apenas 32% estão motivados. Isto aponta para o dado que a EF estaria sendo uma repetição de aulas anteriormente vistas (KOBAL, 1991). De fato, um número considerável de 42 alunos relatou que a EF só se baseia em esportes e atividades com bola dentro da quadra, e que se permanece muito tempo na mesma atividade, o que deixa a aula muito monótona. Conclui-se que é necessário planejar aulas mais atrativas e motivantes, com conteúdos que estejam de acordo com as características da faixa etária trabalhada. 

Endereço: http://www.fontouraeditora.com.br/periodico/vol-5/Vol5n1-2007/Vol5n1-2007-pag-9a16/Vol5n1-2007-pag-9a16.html

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.