A Dinâmica do Componente Curricular Educação Física no Interior de Dois Colégios Militares de Goiânia

Por: e Raphael Henricke Pires Ribeiro.

Arquivos em Movimento - v.14 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O objetivo da presente pesquisa foi analisar a dinâmica instaurada no componente curricular Educação Física no interior de dois colégios militares, tendo como parâmetro a perspectiva dos professores de Educação Física. No que diz respeito aos procedimentos metodológicos optou-se por uma pesquisa de natureza qualitativa, orientada pelos pressupostos do estudo de casos múltiplos. Para coleta de dados elegeu-se a entrevista semiestruturada. A investigação ocorreu em dois colégios distintos, sendo um recém-militarizado e outro que passou por esse processo há mais tempo. Os resultados apontam que não há influência direta da gestão militar sobre as concepções de Educação Física dos professores e que há diferença significativa na organização curricular das escolas analisadas, com flagrante hegemonia do conteúdo esportivo na escola militarizada há mais tempo.

Referências

ALVES-MAZZOTTI, A.J. Usos e abusos dos estudos de caso. Cadernos de pesquisa, v.36, n.129, p. 637-651, set./dez. 2006. Disponível em . Acesso em: 02/12/2016.

BRACHT, V. A constituição das teorias pedagógicas da Educação Física. Caderno Cedes, ano XIX, n.48, ago/1999. Disponível em: . Acesso em: 22 mar. 2016.

CASTELLANI FILHO, L. Educação física no Brasil: a história que não se conta. Campinas, SP: Papirus, 1988.

CASTRO, C. In Corpore Sano: Os militares e a introdução da educação física no Brasil. Antropolítica. Niterói, RJ, n. 2, p.61-78, 1º sem. 1997. Disponível em: . Acesso em: 02 jun. 2016.

CRUZ, L. A. de C. M. RIBEIRO, M. do E. S. R. C. Militarização das escolas públicas do estado de Goiás: uma reflexão sob os olhares de Glória Anzáldua e Michel Foucault. Mosaico. v. 8, n. 2, p. 199-205, jul/dez. 2015. Disponível em:

. Acesso em: 10 nov. 2017.

DARIDO, S.C. Educação Física na escola: questões e reflexões. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, 2003.

FRANCO, M. L. P. B. Análise de Conteúdo. 2 ed. Brasília: Liber livro, 2007.

GALATTI, L.R.; PAES, R.R. Fundamentos da pedagogia do esporte no cenário escolar. Movimento & Percepção. Espírito Santo do Pinhal (SP), v.6.n.9, p. 16-25, jul/dez, 2006. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2016.

GIL, A. C. Como classificar as pesquisas? In: GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo, SP: Atlas, 2007. p. 41-57.

GOIÁS. Reorientação curricular do 1º ao 9º ano: Currículo em debate -- Caderno 5. 2007. Disponível em . Acesso em: 29 nov. 2016.

GONZÁLES, F. J.; FENSTERSEIFER, P. E. Entre o “não mais” e o “ainda não”: Pensando saídas do não-lugar da EF escolar I. RBCE. v.1, n.1, p. 9-24, set. 2009. Disponível em: . Acesso em: 23 fev. 2016.

LEONARDO, L.; SCAGLIA, A.J.; REVERDITO, R.S. O ensino dos esportes coletivos: metodologia pautada na família dos jogos. Motriz. Rio Claro, v.15, n.2, p. 236-246, abr./jun. 2009. Disponível em . Acesso em: 22 jul. 2016.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MACHADO, G.V. Considerações acerca da pedagogia do esporte. In: MACHADO, G.V. Pedagogia do Esporte: organização, sistematização, aplicação e avaliação de conteúdos esportivos na educação não formal. 2012. 181f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) -- Faculdade de Educação Física, UNICAMP, 2012. p. 29-78.

MINAYO, M. C. de S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 28ªed. São Paulo, SP: Vozes, 2009.

OLIVEIRA, M. A. T. de; O esporte brasileiro em tempos de exceção: sob a égide da Ditadura (1964-1985) In: PRIORE, M. D.; MELO, V. A. de (orgs.). História do Esporte No Brasil: Do Império aos dias atuais. São Paulo-SP: UNESP, 2009. p.387-416.

PINHEIRO, V. L.; LUCENA, C. A. As escolas públicas de educação básica do estado de Goiás e a gestão da Polícia Militar. IN: ANAIS DA XII JORNADA DO HISTEDBR e X SEMINÁRIO DE DEZEMBRO. 2014. p. 543 -- 556. Disponível em:

. Acesso em: 10 nov. 2017.

RESENDE, H. G. de; SOARES, A. J. G. Conhecimento e especificidade da educação física escolar, na perspectiva da cultura corporal. Revista Paulista de Educação Física. São Paulo: supl. 02. p. 49-59. 1996. Disponível em: . Acesso em: 10

nov. 2017.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa qualitativa crítica e válida. In: Pesquisa social: métodos e técnicas. 3 ed. São Paulo, SP: Atlas, 2012. p. 90-103.

SCAGLIA, A.J.; REVERDITO, R.S.; GALATTI, L.R. A contribuição da pedagogia do esporte ao ensino do esporte na escola: tensões e reflexões metodológicas. In: MARINHO, A.; NASCIMENTO, J.V. do; OLIVEIRA, A.A.B. (Orgs.). Legados do esporte brasileiro. Florianópolis: UDESC, 2014. p. 45-86.

SOARES, C. L. Educação Física: raízes europeias e Brasil. 3 ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2004.

SOARES, C. L. et al. Metodologia do ensino da Educação Física. 2 ed. São Paulo: Cortez, 2009.

TRIVIÑOS, A. N. S. Pesquisa qualitativa. In: TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987. p. 116-175.

Endereço: https://revistas.ufrj.br/index.php/am/article/view/15963

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.