A Educação Física em Cena: Olhares Sobre o Colégio Estadual de Minas Gerais (1956-1973)

Por: Gabriela Villela Arantes.

2013 05/09/2013

Send to Kindle


Resumo

Este estudo investigou o processo de escolarização da disciplina Educação Física, no Colégio Estadual de Minas Gerais. Foi intenção compreender o desenho da disciplina nesta instituição, com suas rotinas, seus horários, seu corpo docente, os conteúdos presentes, os espaços e materiais disponíveis, entre outras características que a compõem. A compreensão desses elementos possibilitou a construção de uma narrativa sobre a história da disciplina Educação Física do Colégio Estadual, entre os anos 1956 e 1973. Em 1956, marco inicial da pesquisa, foi inaugurado o novo prédio da Escola, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. A partir da inauguração desse prédio, percebemos duas fases na forma da escola se estruturar: até 1964, uma escola com atividades no prédio recém-inaugurado; e após 1964, uma nova fase, com a criação das Escolas Anexas, que funcionavam em outros bairros e tinham como intenção ampliar o número de vagas para o Ensino Secundário na Capital. Percebemos que essa estrutura possibilitou outra organização da instituição e, também, a circulação de outros sujeitos naquele lugar. As Escolas Anexas se tornaram independentes no ano de 1973, o que demarcou o recorte temporal final para o estudo. Na investigação, foram mobilizadas fontes de naturezas diversas, como as reportagens dos jornais consultados na Hemeroteca Pública Luiz de Bessa, os documentos do arquivo da Escola Estadual Governador Milton Campos (regimentos da instituição, diários de classe, quadro de horários, lista do corpo docente, livro de ponto, livro de atas e fotografias), o acervo do CEMEF-UFMG (Boletim de Educação Física, planos de aula de exames de admissão e documentos dos Arquivos Pessoais). Além disso, foram realizadas oito entrevistas com sujeitos que participaram da história da instituição, sendo sete homens e uma mulher ex-alunos e ex-professores, constituindo, assim, as fontes orais. Com o cruzamento das fontes, foi possível afirmar que a disciplina Educação Física do Colégio Estadual foi singular. Marcada por duas fases: uma até o ano de 1964, que evidencia um processo de estruturação e organização da disciplina, denominada pelos ex-alunos como avacalhada; e outra, posterior ao ano de 1964, que coincide com a abertura das Escolas Anexas ao Colégio Estadual. Nesta segunda fase, foi possível perceber uma sistematização da disciplina escolar, com rotinas, horários e conteúdos mais definidos. Neste contexto, um conteúdo ganhou relevância: o esporte. Percebemos que os esportes estiveram presentes nas aulas de Educação Física, distribuídos em temporadas, e nos vários campeonatos esportivos estudantis, com destacada participação das equipes do Colégio Estadual. Vale ressaltar que o esporte praticado enfatizava princípios educativos e de socialização dos jovens, isto é, a competição e a aptidão física não foram destacadas como o principal objetivo. Assim, foi possível perceber que a constituição da Educação Física guardou relação com as práticas esportivas da cidade e com a formação de professores na Capital, o que possibilitou uma conformação singular para essa disciplina no Colégio Estadual de Minas Gerais.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUBD-9EAJCQ

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.