A Educação Física Como Componente Curricular...? Isso é História! : Uma Reflexão Acerca do Saber e do Fazer

Por: .

269 páginas. 1999 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Tendo como referência a espantada pergunta A Educação Física é um ,componente curricular... ?, procuramos discutir algumas questões suscitadas a ,partir desta indagação. Assim, revisitando os estudos históricos, buscamos ,estabelecer, diante da realidade educacional escolar, uma reflexão acerca da ,dicotomia entre o saber e o fazer pedagógicos. Num primeiro momento, tivemos como intenção compreender a Educação ,Física na atual realidade escolar e evidenciamos que esta, diante dos aspectos ,afetos à seleção, organização e sistematização dos conteúdos de ensinoestabelece-se, em meio a antagonismos, conflitos e indefinições, como algo ,bastante problemático. Assim definimos nosso objeto de estudo e traçamos o ,percurso metodológico que trilhamos para investigar o problema de pesquisa. Num segundo momento reconhecemos, a partir de estudos na literatura e ,de uma pesquisa de campo no cotidiano escolar, que o fato de a Educação ,Física ser considerada como componente curricular é "história"..., não no sentido ,do uso popular da expressão, significando banalidade (conversa mole), ou até ,mesmo mentira, mas sim num sentido histórico. Assim, revisitamos os estudos acerca da História do Currículo, da História ,das Disciplinas Curriculares e da História da Educação Física, esta última por ,dentro da História da Educação, com a certeza de não estarmos realizando um estudo histórico, pois não fizemos um trabalho de "arqueologia" nas fontes que ,nos forneceriam uma visão do período estudado. Ainda neste segundo momento, contamos uma história acerca da ,realidade da Educação Física num determinado contexto escolar, possuindo ,categorias de análises delimitadas em função de nossas opções teóricas e ,metodológicas e de nossa trajetória de investigação. Investigamos o que diziamo que escreviam e o que faziam os professores em relação ao tratamento dos ,conteúdos de ensino nas aulas de Educação Física. Evidenciamos também uma ,discussão referente à legalidade e legitimidade deste componente curricular na ,escola, assim como sua caracterização como atividade, no sentido restrito e ,mecânico, procurando reconhecer possibilidades de compreendê-la de uma ,forma diferenciada desta. Por fim, num último momento do trabalho, discutimos de forma mais ,analítica os dados coletados no campo de pesquisa e confrontamo-los com os ,dados da literatura. Nesta confrontação evidenciamos que a prática pedagógica ,dos professores de Educação Física, na escola campo de nosso estudo, no que ,concerne à seleção, organização e sistematização dos conteúdos de ensino, se ,apresentou como um contínuum de dois pólos contraditórios acerca de qual ,referência/entendimento se tinha sobre Educação Física. Num primeiro pólo reconhecemos indicadores de aproximação da ,compreensão de Educação Física como uma mera exercitação prático-corporalou seja, um "fazer por fazer". Num segundo pólo evidenciamos um afastamento ,de tal entendimento, encontrando indicadores que apontam para a possibilidade ,de construir uma Educação Física preocupada em oportunizar aos alunos uma ,organização do pensamento a respeito de um conhecimento específicofavorecendo e contribuindo com sua reflexão pedagógica - um fazer críticoreflexivo.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=234&listaDetalhes%5B%5D=234&processar=Processar

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.