A Educação Física e o Processo de Massificação do Esporte em Cuba

Por: Antonio Carlos Monteiro de Miranda, Bruna Solera, e Reginaldo Calado de Lima.

XIV Congresso de História do Esporte, do Lazer e da Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Cuba é uma República socialista onde o Estado é responsável por orientar, fomentar e promover a educação, cultura e as ciências em suas mais diversas manifestações. Tomando o esporte como elemento da cultura cubana, seu acesso está garantido na constituição, mas nem sempre se deu dessa forma. Nesse sentido, esta pesquisa tem por objetivo apresentar aspectos do processo de massificação do esporte em Cuba. Para tanto, utilizou-se como estratégia metodológica a pesquisa de cunho bibliográfico. Antes da revolução de 1959 o esporte era prática seleta (OLIVEIRA e CARTIER, 2011). Superar o status de prática elitizada do esporte exigiu a implementação de um processo de massificação da prática esportiva. A massificação do esporte sugere o sucesso dos ideais revolucionários, mediante a proposta de que a revolução “deu certo”. Ainda de acordo com Oliveira e Cartier (2011) o esporte serviu em Cuba como instrumento dos anseios revolucionários, bem como meio de propaganda de uma nova ordem social que se estava construído

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/anais-do-xiv-chelef

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.