A Educação Física no âmbito da Política Educacional no Brasil Pós 64

Por: .

221 páginas. 1992 30/03/1992

Send to Kindle


Resumo

Procurou-se, neste estudo, elucidar o papel atribuido ao profissional da Educação Física em suas relações com o Estado e com o mercado de trabalho na primeira década do regime militar a partir do ideário da Educação Física para esse momento e, detectar perspectivas de redefinição desse campo de ação e de seus profissionais. Os motivos que levaram à implantação e obrigatoriedade da prática da Educação Física no sistema escolar acabou revelando-se como mais uma atividade discriminante e discriminada no conjunto das práticas educativas. Contrariamente a uma concepção individualista e biologista da Educação Física que se traduz em sistemas teóricos oficiais e institucionalizados entende-se que a Educação Física integra uma atividade de aprendizagem e de aquisição necessárias às práticas da vida real. A pesquisa permitiu descobrir a reconstituir a realidade pensada. A contradição, e não a identidade foi o fundamento principal desta análise. Esta apontou para uma certa positividade da Educação Física a qual deverá ser repensada pela negação social - que é real - e não pela identidade social - que é uma generalização, uma abstração do real. Dessa forma será possível alcançar uma definição mais adequada da sua prática no contexto social e um perfil mais filosófico e científico de seus professores e pesquisadores.

Endereço: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10328

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.