A Educação Física e os Fatores Estressores do Cotidiano Escolar: Situando Professores e Gestores

Por: Cecília Fonseca Pessôa de Andrade Alves, Fabiano Lange Salles e Simone da Silva Salgado.

Motrivivência - v.24 - n.39 - 2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste ensaio é apresentar e discutir alguns aspectos das condições de trabalho dos professores de Educação Física e algumas estratégias defensivas que podem ser utilizadas pelos mesmos para superar a fadiga profissional. Os primeiros estudos sobre a Síndrome do Esgotamento Profissional (SEP) datam de 1970. Concluímos que, embora não se possam eliminar os fatores estressores do cotidiano escolar que interferem diretamente na ação do professor de Educação Física, podemos prevenir e isso requer uma nova postura da gestão escolar para uma mudança de olhar sobre a disciplina e suas necessidades.

Endereço: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8042.2012v24n39p92

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.