Send to Kindle


Resumo

Facil seria encontrar, através da tradição francésa.. a prova da união frequente entre a preocupação da alma e o cuidado do corpo. A educação moral desacompanhada da educação física está de antemão condenada a fa­lhar.

Lembremo-nos do ardor de Rabelais, ao entregar-se em conceber o ideal do homem, segundo a R enacença o ima­ginava, pelo programa de educação física que 'ele impõe ao mui nobre e ilustre Gargantua, que não é só o filho de Pantag-rue', mas talv'ès o símbolo dos tempos novos: -Nadava como peixe, direito. ao avesso, de lado. com o corpo todo, só com os pés, uma das mãos no ar, com a qual, segurando um livro, atravessava todo o Sena sem o molhar, e puxando a capa com os dentes, como fazia Julio Cesar. Em seguida, com a outra mão trepava num barco. e (Mie se atirava imediatamente nagua, de cabeça. son­dava o fundo, penetrava os rochedos, ia até os abismos e voragens. Depois virava o barco, governava-o, conduzia-o óra depressa, óra de vagar. contra a corrente, pren­dia-o, guiando-o com uma das mãos, e com a outra fazendo de rêmo, abria a vela, subia acs mastros. corria sobre as vêrgas, ajustava a bussola, escorava a bolina aparelhava o léme, Saindo dagua. subia montanhas a pique e descia-as desembarazadamente; arranhava as ar­vores como gato, saltava de umas para outras como sagui, quebrava os grossos galhos como um novo Subia ao alto de uma casa, e de lá de cima vinha abaixo com tal geito de membros que a quéda não lhe fazia mal algum. Puzessem-lhe uma vara apoiada a duas arvores e néla êle se dependurava pelas mãos, indo e vindo, sem servir-se dos pés para cousa alguma. E para exercitar os pulmões e o thorax berrava como todos os diabos... ! !"

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.