A Energia e a Experiência Esportiva

Por: Eduardo Fernandes Nazareth.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.29 - n.4 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Esse artigo é parte de um esforço de compreensão do que caracteriza a condição de jogador na prática de esportes coletivos com bola como o futebol, o basquetebol, o voleibol, entre outros. A partir de uma perspectiva fenomenológica, buscou-se compreender em especial um aspecto constitutivo fundamental à experiência de jogar - a energia. Como ela é mobilizada, concentrada e continuamente exteriorizada em ações que se ordenam pela forma da atividade esportiva, determinando a vivência de uma experiência prática singular? Essa é nossa questão central, a ser respondida a partir do método da redução fenomenológica, com a qual visamos compreender justamente como a energia desempenha um papel constitutivo fundamental a essa experiência prática, intersubjetiva, total, integrada, fluente e arrebatadora, que envolve o outro, os objetos, o espaço e o tempo.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1807-55092015000400601&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.