A Era da Concussão Esportiva: Evolução do Conhecimento, da Prática e do Papel da Psicologia.

Por: Brittany M . Lebretore, Jesse M. Main, Jessica L Taylor, Julie L Guay, Katelyn e Defrangesco e Sarah M. Amedoro.

American Psychologist - v.71 - n.9 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O tópico da concussão no esporte ganhou destaque nos últimos 20 anos, tendo como resultado o crescimento dramático no financiamento da pesquisa, na cobertura dos meios de comunicação e na consciência do público. Embora a base de conhecimento tenha se expandido consideravelmente, ainda há muito de desconhecido ou controverso sobre os efeitos a longo prazo do traumatismo cranioencefálico relacionado ao esporte. Devido ao alto risco de má gestão dessas lesões, as organizações de esportes profissionais, o governo federal e estadual e várias disciplinas relacionadas à saúde têm respondido com esforços para educar o público e melhorar o tratamento e a gestão desta lesão. Isso resultou em mudanças nas leis, regras e políticas de jogo e protocolos de gerenciamento de recuperação. O campo da psicologia também tem feito contribuições significativas para a investigação sobre concussões desportivas, resultando no desenvolvimento de novos protocolos de avaliação e tratamento. Este artigo resume as descobertas mais recentes sobre a concussão esportiva, destaca as áreas que exigem mais pesquisas antes que consenso possa ser alcançado, e discute as maneiras que várias disciplinas dentro da psicologia (clínica, neuropsicologia, escola) podem continuar a desempenhar um papel crítico na melhoria da assistência aos pacientes . 

Endereço: http://psycnet.apa.org/index.cfm?fa=buy.optionToBuy&id=2016-61507-003

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.