A Escola Recebe a Copa do Mundo no Brasil

Por: Rebeca Signorelli Miguel.

177 páginas. 2015 27/11/2015

Send to Kindle


Resumo

Resumo: Essa dissertação trata do recebimento da Copa do Mundo de futebol masculino no Brasil no contexto escolar. Sua presença ocasionou mudanças neste ambiente seja por meio de políticas externas ao seu funcionamento, da abrangência e consolidação da instituição esportiva ou de ações pedagógicas. O objetivo da pesquisa foi compreender relações entre as instituições esportiva e escolar no momento de Copa do Mundo no Brasil presentes na escola, e analisar uma proposta de estudo deste megaevento nas aulas de Educação Física escolar. Foi realizada uma pesquisa qualitativa em uma escola municipal de Campinas-SP, subsede da Copa do Mundo no Brasil, no ano de 2014. Foi proposta uma intervenção, durante as aulas de Educação Física com essa temática, com uma turma de 9º ano do Ensino Fundamental e que durou aproximadamente dois meses. Foi feita também a análise dos projetos e documentos que relacionavam a escola e a Copa do Mundo. Como resultado destaca-se que os projetos que chegaram à escola não tiveram o envolvimento das/os professoras/es em sua elaboração. Foram impostos e muitos deles nem sequer realizados. Foi notado um distanciamento entre os projetos (em seus objetivos e práticas) e a escola, e uma demasiada preocupação com a divulgação na mídia dessas ações. Quanto à intervenção, os desafios presentes no cotidiano escolar se tornaram explícitos, assim como as possibilidades e vozes das/os alunas/os. Elas/es demonstraram desde o início seus sentimentos de não pertencimento ao evento que se realizaria em seu país. Revelaram um olhar crítico sobre a Copa, o qual foi sendo transformado e lapidado ao longo das aulas, com indícios de mais conhecimento sobre o futebol e o megaevento. A própria dinâmica escolar exibiu suas resistências. Do planejamento à intervenção foram muitas as necessidades e motivos de se (re) planejar. Foi possível, porém, a problematização e estudo profundo do esporte e do megaevento esportivo. Durante a prática pedagógica, fatores como a (não) participação das/os alunas/os, o esporte em concorrência com o jogo, a exclusão das meninas, as perspectivas das/os alunas/os em relação ao megaevento, e os aspectos consolidados do esporte que solidificam seu trato na escola, transpareceram a singularidade e desafios na Educação Física escolar. O debate com estes temas nessa dissertação geraram problematizações que enredam a trama conflituosa das relações entre as instituições educacional e esportiva no chão da escola.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000962335&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.