A Expectativa dos Alunos do Curso de Educação Fisica em Relação às Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais

Por: Fernanda Santos.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Nos últimos anos ficou nítida a preocupação da sociedade brasileira, com as Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais (PPNE), portadores estes que apresentam algum tipo de deficiência, seja ela física, mental, auditiva, visual, múltiplas ou até mesmo algum transtorno mental ou doença psíquica. Para STOER (2004) a pessoa com algum tipo de deficiência é reconhecida como autônoma, com direitos constitucionais, cuja sua cidadania é inviolável. Porém para muitos isto ainda não é claro, fazendo com que essas pessoas sejam excluídas da sociedade. Este trabalho visa identificar a expectativa em relação ao trabalho com PPNE, dos alunos do curso de graduação em Educação Física da Universidade Gama Filho. Para tal foram entrevistados 82 alunos que estão cursando a disciplina Metodologia do Ensino III, que no referido currículo, trata dessa temática em questão. Para análise das respostas foi utilizada a técnica de análise de conteúdo (BARDIN,1977). Como resultado pudemos identificar que apesar da maioria dos alunos relatar que não tem contato com PPNE, os mesmos apresentam um grande interesse em trabalhar nesta área. Entretanto, os mesmos apontaram diversas dificuldades que imaginam encontrar na sua prática pedagógica atuando com este público específico

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.