A Família Intelectual Marxista e os Estudos Sociais do Esporte no Brasil ? Recepção, Rotinização e Implicações Epistemológicas

Por: Juliano de Souza, Vinícius Machado de Oliveira e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.26 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Nesse texto, são apresentados alguns elementos epistemológicos referentes ao processo de recepção e rotinização de ideias marxistas no âmbito dos estudos sociais do esporte no Brasil. Para elaboração do manuscrito, elegemos como caso paradigmático de análise a “família intelectual” marxista dos estudos do esporte no propósito [1] de demonstrar a existência de um “cordão invisível” que interliga as produções científicas e culturais levadas a efeito sob esse crivo teórico em diferentes contextos e épocas e [2] apresentar algumas especificidades analíticas partilhadas por alguns dos intelectuais e produtores culturais que circunscreveram suas análises sobre o fenômeno esportivo no âmbito desta linhagem, atentando para as implicações epistemológicas dessa abordagem.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/8545

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.