A Forja Identitária de Lutadores Veteranos: Além do último Round

Por: Felipe Quintão de Almeida, Ivan Marcelo Gomes e Samuel Thomazini Oliveira.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.30 - n.2 - 2016

Send to Kindle


Resumo

Discute aspectos relacionados com a forja (bio)identitária de praticantes veteranos de esportes de combate na região metropolitana de Vitória, Espírito Santo/ES. A pesquisa se desenvolveu por meio de trabalho empírico, realizando entrevistas semiestruturadas com cinco lutadores com idades entre 38 e 74 anos. Problematiza aspectos recorrentes nos estudos que se dedicaram a mapear os referenciais que participam da construção (bio)identitária de lutadores, assim como aquelas pesquisas que se dedicaram às análises sobre o término da carreira esportiva. Conclui que os lutadores desenvolvem maneiras (alternativas) de manutenção (bio)identitária diante a diminuição do rendimento esportivo.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1807-55092016000200397&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.