A Formação da Nação e a Higiene Escolar: a Educação Física nas Conferências Populares da Glória na Década de 1870

Por: Felipe Lameu dos Santos e Laryssa Rangel Guerra.

Corpoconsciência - v.23 - n.2 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender as representações sobre a educação física apresentadas nas Conferências Públicas da Glória, nos anos de 1870 a 1879, no Rio de Janeiro. Para isso, tornou-se fonte as conferências publicadas em impressos periódicos da época, especialmente o Conferências Populares, e na coletânea das conferências proferias pelo Conselheiro Manoel Francisco Correia, sempre tentando entender a educação física dentro do seu contexto social e cultural da época. Nessa documentação, a educação física aparece ligada a higiene escolar e como uma das estratégias para se construir a nação brasileira.

Referências

Documentos

BRASIL, Ministério do Império. Ministro (João Alfredo Corrêa de Oliveira). Relatório do anno de 1873 apresentado a Assembléia Geral na 3ª Sessão da 15ª Legislatura, 1874.

DIÁRIO DO RIO DE JANEIRO. CONFERENCIAS. Rio de Janeiro, 5 de março de 1876,

______. Machiavello e o Dr. Ferreira Vianna. 1874.

CORREIA, Manoel Francisco. Trabalhos do conselheiro Manoel Francisco Correia. Tomo II. Rio de Janeiro: Typographia da Papelaria Leandro, 1909.

______. Educação Physica. Conferencia em 1 de setembro de 1878. Conferencias e outros trabalhos do Conselheiro Manoel Francisco Correia. Rio de Janeiro: Typographia – PERSEVERANÇA, 1885a.

______. Educação Physica. Conferencia em 20 de Novembro de 1878. Conferencias e outros trabalhos do Conselheiro Manoel Francisco Correia. Rio de Janeiro: Typographia – PERSEVERANÇA, 1885b.

FERREIRA, Manuel Jesuíno. Instrução Pública. Conferências Populares. 12 de Abril de 1874.

GABIZO, João Pizarro. Hygiene Escolar. Conferências Populares. 27 de Fevereiro de 1876.

HYGIENE ESCOLAR. A Mãi de Família. Rio de Janeiro, jan. 1879.

O BESOURO. Ao Exmo. Sr. Manoel Francisco Corrêa. 1878.

SENNA, Ernesto. Conselheiro Antonio Ferreira Vianna: sua vida e suas obras (notas de um repórter). Rio de Janeiro: Typ. do Jornal do Commercio de Rodrigues & C. 1902.

Bibliografia

DE ABREU, Alzira Alves (Coord.). Dicionário histórico-biográfico da Primeira República (1889-1930). Rio de Janeiro: FGV, 2015.

ALONSO, Angela. Idéias em movimento: a geração 1870 na crise do Brasil-Império. São Paulo: Paz & Terra, 2002.

BASTOS, Maria Helena Câmara. Conferências Populares da Freguesia da Glória. Anais do II Congresso Brasileiro de História da Educação. 2002.

BENCHIMOL, Jaime Lerry. Pereira Passos, um Haussmann tropical: a renovação urbana da cidade do Rio de Janeiro no início do século XX. Rio de Janeiro: Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes, 1992.

 

CARVALHO, José Murilo. As Marcas do Período. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz. História do Brasil nação: 1808-2010. Rio de Janeiro: Objetiva, 2012.

CHALHOUB, Sidney. Cidade febril: cortiços e epidemias na corte imperial. São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

FONSECA, Maria Rachel Fróes da. As “Conferencias Populares da Gloria”: a divulgação do saber cientifico. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 2, n. 3, p. 135-166, 2006.

LARA, Silvia Hunold. Os documentos textuais e as fontes do conhecimento histórico. Anos 90, v. 15, n. 28, p. 17-39, dez., 2008.

LAMEU, Felipe. As propostas de educação física nas conferências populares da glória no ano de 1878. Conexões, v. 15, n. 4, p. 408-415, 2017.

GONDRA, José Gonçalves. Combater a “poética pallidez”: a questão da higienização dos corpos. Perspectiva, v. 22, n. 3, p. 121-161, 2004.

ROCHA, Heloísa Helena Pimenta; GONDRA, José Gonçalves. A escola e a produção de sujeitos higienizados. Perspectiva, v.20, n.02, p.493-512, jul./dc2. 2002.

SAMPAIO, Gabriela dos Reis. Nas trincheiras da cura: as diferentes medicinas no Rio de Janeiro imperial. 2. ed. Campinas, SP: Unicamp, 2005.

SENNETT, Richard. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

MELO, Victor Andrade de.; KARLS, Thaina. Schwan. Novas dinâmicas de lazer: as fábricas de cerveja no Rio de Janeiro do século XIX (1856-1884). Movimento, v. 24, n. 1, p. 147-160, 2018.

 

Endereço: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/6976

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.