A Formação das Habilidades Táticas no Futebol de Campo: Uma Metodologia de Ensino Pautada na Teoria Sócio-histórica

Por: Alcir Sanches, Alexandre Luiz Gonçalves de Rezende e .

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A melhoria da qualidade do treinamento das habilidades táticas nos esportes coletivos
de invasão depende da realização de pesquisas que contribuam para a elaboração de
novos recursos didáticos que assegurem o desenvolvimento da inteligência de jogo.
Os princípios teóricos da psicologia russa, particularmente a Teoria das Ações Mentais
por Estágios, idealizada por Galperin e seguidores, subsidiam a proposição de uma
metodologia alternativa de ensino para iniciação esportiva, denominada de formativoconceitual, que preconiza a utilização da prática como o elo central da aprendizagem,
desde que referenciada por uma base orientadora da ação - BOA, composta de
conceitos operacionais que direcionem a escolha consciente de uma dentre as diversas
alternativas possíveis de ação (conceito de tática). Segundo a teoria, para se elaborar
a BOA é preciso identificar as unidades estruturais do futebol, estabelecendo os
invariantes que caracterizam as diversas situações de jogo. A análise do jogo de
futebol indica que, a despeito da importância conferida ao domínio e à disputa da
bola, o desempenho do jogador depende mais da visão de jogo, sugerindo que o
futebol, ao contrário do que normalmente se pensa, é muito mais um jogo de disputa
do espaço, definido em função da bola, do que simplesmente um jogo de disputa da
bola.A pesquisa compara os dados do grupo experimental, treinado de acordo com
o modelo formativo-conceitual, com dois outros grupos controle, treinados de acordo
com o modelo analítico-sintético, centrado no ensino da técnica, e o global-funcional,
onde se aprende a jogar jogando. Principais conclusões: 1) a base orientadora da
ação proposta pelo modelo formativo-conceitual possui um papel chave na
organização e otimização do processo de aprendizagem das habilidades táticas; 2) o
jogador deve ser estimulado a se colocar numa situação de aprendizagem, agindo da
maneira taticamente correta, mesmo que nem sempre tenha as habilidades técnicas
necessárias para ser bem sucedido; 3) deve-se fazer uma mudança no ambiente de
treinamento que atualmente se preocupa excessivamente com o rendimento imediato
e não com a formação técnico-tática dos jogadores; 4) essa mudança requer uma
revisão do sistema geral de avaliação do desenvolvimento dos jogadores, utilizando
critérios ditados pelas características psicológicas do processo de formação das
habilidades táticas e não pelas exigências externas do rendimento esportivo.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/75_Anais_p403.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.