A Formação de Jogadores Inteligentes no Tênis de Campo - ou habituando-se a Ser Esperto com e Sem a Raquete

Por: .

Tênis: Novos Caminhos Para Uma Abordagem Profissional.

Send to Kindle


Resumo

Formar um tenista inteligente, requer que se pratique de forma exaustiva, porem motivante e divertida, tanto a ‘batida’ na bola, mas também a compreensão do quando, onde e porque bater na bola; a inteligência na formação requer que o tenista execute o gesto enquanto entende o jogo e aprende a respeitar tanto o adversário quanto a ética intrínseca ao tênis. Tenistas inteligentes são aqueles que compreendem não apenas o que ocorre no jogo, mas também sabem falar sobre o jogo: corpo~mente, ação~verbalização são pares complementares, portanto indissociáveis na formação do tenista inteligente. Devem caminhar juntos. A pratica complementada pela reflexão sobre a mesma, nos momentos certos, são fatores promotores da inteligência tenística, pois a verbalização da ação traz esta para o nível da consciência, fazendo com que ela possa ser mais tarde interiorizada e automatizada pelo tenista mais experiente, rumo a sua ‘expertise’. Ou seja, um tenista inteligente habitua-se a ser ‘esperto’ não apenas no jogo, mas também mostra a sua inteligência ao falar do jogo (Noble e Watkins, 2003).

Endereço: http://www.editoraevora.com.br/tenis-novos-caminhos-para-uma-abordagem-profissional-rafael-paciaroni-e-rodrigo-p-urso-orgs

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.