A Formação em Educação Física, o Kinesiologos e o Homem Que Sabia Javanês

Por: .

Pensar a Prática - v.20 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Trata o presente ensaio da formação em educação física a partir da análise do conto “O homem que sabia javanês” de Lima Barreto.  A tese é a de que a fragmentação na produção do conhecimento descrita pelo mito do Kinesiologos se manifesta na formação profissional e acadêmica da área pela banalização do que é conhecer orientada para uma pretensa formação eclética e assim pseudo-erudita, motivo pelo qual o conto de Barreto nos serve de inspiração e reflexão.

Endereço: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/39536

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.