A Formação Masculina na Educação Católica no Início do Século Xx em Juiz de Fora: Apontamentos Históricos

Por: Maria Cecília de Paula Silva e Tânia Cristina Vilaça Ferreira.

VIII Congresso Brasileiro de História da Educação Física, Esporte, Lazer e Dança - CHELEF

Send to Kindle


Resumo


Este estudo objetivou discutir a educação oferecida aos meninos no início do século XX pela Academia de Comércio de Juiz de Fora/MG, uma instituição católica. Especificamente, analisar a formação da masculinidade pretendida pela instituição no momento de efetivação do sistema capitalista e da crise modernista da Igreja Católica. Ao determos o foco para a formação de meninos e homens, consideramos que o processo de construção de gênero, raça e classe se dão de forma multifacetada. A política educacional visava adequar a escola particular ao modelo oligárquico, pois o entendia como núcleo de reprodução cultural das classes mais ricas; na ideologia católica, a moral e a religiosidade eram pontos chave de sua educação. Utilizamos anuários e estatutos do colégio para situar o contexto escolar. No período analisado as práticas educativas da instituição foram consideradas importantes à educação Mineira. Este estudo objetivou discutir a educação oferecida aos meninos no início do século XX pela Academia de Comércio de Juiz de Fora/MG, uma instituição católica. Especificamente, analisar a formação da masculinidade pretendida pela instituição no momento de efetivação do sistema capitalista e da crise modernista da Igreja Católica. Ao determos o foco para a formação de meninos e homens, consideramos que o processo de construção de gênero, raça e classe se dão de forma multifacetada. A política educacional visava adequar a escola particular ao modelo oligárquico, pois o entendia como núcleo de reprodução cultural das classes mais ricas; na ideologia católica, a moral e a religiosidade eram pontos chave de sua educação. Utilizamos anuários e estatutos do colégio para situar o contexto escolar. No período analisado as práticas educativas da instituição foram consideradas importantes à educação Mineira. Este estudo objetivou discutir a educação oferecida aos meninos no início do século XX pela Academia de Comércio de Juiz de Fora/MG, uma instituição católica. Especificamente, analisar a formação da masculinidade pretendida pela instituição no momento de efetivação do sistema capitalista e da crise modernista da Igreja Católica. Ao determos o foco para a formação de meninos e homens, consideramos que o processo de construção de gênero, raça e classe se dão de forma multifacetada. A política educacional visava adequar a escola particular ao modelo oligárquico, pois o entendia como núcleo de reprodução cultural das classes mais ricas; na ideologia católica, a moral e a religiosidade eram pontos chave de sua educação. Utilizamos anuários e estatutos do colégio para situar o contexto escolar. No período analisado as práticas educativas da instituição foram consideradas importantes à educação Mineira.
 

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.