Send to Kindle


Resumo

Do Cenário atual, perspectivando o futuro.

A Formação de nível superior em Educação Física (EF) encontra-se sitiada.

À sua direita, por aqueles que defendem a manutenção do Bacharelado tal qual prevalece hoje, praticamente se configurando como reduto predominante, quando não exclusivo, dos referenciais teóricos oriundos dos matizes teóricos biomédicos.

O Bacharelado em Esporte nada mais é do que teoria e prática do treinamento esportivo.

O Bacharelado em EF se reduz a uma formação centrada em visão anacrônica de saúde, mas ainda hegemônica nela, EF, nada tendo a ver com o entendimento de Saúde na política pública brasileira, apoiado em conceitos que a ressignificam a ponto de fazer com que o Sistema Único de Saúde, SUS, se torne referência no cenário internacional.

Também à sua direita enfileira-se o Conselho Federal de Educação Física, Confef, que tem na intervenção profissional dos bacharéis sua razão de existir, por mais que insista, maquiavelicamente e sem base legal, em abocanhar os profissionais da educação formal, trabalhadores da educação escolar brasileira e seus parcos – porém regulares – recursos...

Todavia, nada tem a perder com o que virá, pois, seja como bacharel ou licenciado, bastou atuar fora do espaço escolar para ver-se obrigado a registrar-se junto ao Conselho Profissional. Afinal, pode-se acabar com a expressão “bacharel” com uma canetada, mas não com a profissão liberal... Assim, se houver mudança será no número de registrados no Confef, que tenderá a ampliar-se significativamente. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.