A Freqüencia Aos Parques de Lazer na Cidade do Recife: o Perfil dos Seus Freqüentadores

Por: .

Corporis - n.1 - 1996

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve por objetivo identificar a freqüência aos parques de lazer na cidade do Recife e o perfil dos seus freqüentadores. Buscou-se no primeiro objetivo estimar o número de freqüentadores dos parques em relação ao sexo e faixa etária. No segundo objetivo buscou-se definir o perfil dos freqüentadores quanto ao nível sócio-econômico, sexo e idade, relacionados com as formas de ocupação do tempo livre, interesse em relação a prática esportiva, forma de utilização dos parques e as opiniões quanto a melhoria dos serviços e equipamentos. Pretendeu-se com esse diagnóstico superar a ausência de estudos sobre o tema em pauta e oferecer subsídios para a melhoria do atendimento à população nos parques. Para a realização do estudo foram escolhidos dois parques, entre os cinco existentes no Recife. O diagnóstico sobre a freqüência aos parques foi realizado durante três dias da semana: sábado e domingo - entre às 7 (sete) e 10 (dez) horas e entre 15 (quinze) e 18 (dezoito) horas - e segunda-feira - entre 5 (cinco) e 9 (nove) horas e entre 16 (dezesseis) e (dezenove) horas. A identificação do perfil dos freqüentadores foi realizada utilizando-se uma amostra aleatória de 865 pessoas, sendo 195 no Parque Santana e 670 no Parque da Jaqueira. O instrumento utilizado foi um questionário, do tipo fechado, com 23 pergun-tas. O estudo mostrou que, embora exista semelhança na estrutura dos dois parques e eles estejam próximos um do outro, existem diferenças no nível sócio-econômico entre os seus freqüentadores e conclui indicando a importância desses tipos de instalação para a população.

Endereço: http://www.upe.br/corporis1/artigo5.html

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.