A Ginastica em Campinas: Suas Formas de Expressão da Decada de 20 a Decada de 70

Por: Cristiane Montozo Fiorin.

2002 17/10/2002

Send to Kindle


Resumo

A História da Ginástica no Estado de São Paulo, e particularmente na cidade de Campinas, ainda é um tema pouco explorado em pesquisas acadêmicas, uma vez que esta temática começou a ser estudada com maior ênfase na década de noventa do século XX passando a Ginástica a ser, um dos focos de estudo nas universidades, encarada como um conteúdo relevante nas aulas de Educação Física, como uma área de pesquisa e praticado por um grande número de pessoas nas suas diversas manifestações: Ginástica Artística, Rítmica, Aeróbica, Geral, de Condicionamento (praticada nas academias de Ginástica) entre tantas outras. No entanto, apesar de diferentes adjetivações, todas estas manifestações possuem uma espinha dorsal comum que é a Ginástica. O objetivo deste trabalho é fazer uma reconstrução histórica de como a Ginástica, um conhecimento desenvolvido e sistematizado na Europa, entra no Brasil, mais precisamente no município de Campinas, no início do século XX e como ao longo destes cinqüenta anos, compreendidos da década de 20 até a década de 70, ela foi sendo modificada, ganhando novas roupagens de acordo com a história do ser humano, do pensamento e da própria Educação Física. Escolhemos este período como foco do estudo, por ser uma época que mostra as diferentes manifestações da Ginástica tanto na escola, como seu desenvolvimento nos clubes, nas academias e nas universidades. É um período que mostra mudanças de paradigmas em diversas áreas e, conseqüentemente seus reflexos em uma prática humana. Existe a necessidade de reconstruirmos o nosso passado para compreendermos o atual momento da Ginástica para que ela possa desenvolver-se, possibilitando aos profissionais da área, um embasamento teórico consistente para justificar tal prática e para planejá-la no futuro. Para compor a pesquisa foram usados arquivos imagéticos, documentais e bibliográficos que permitiram melhor utilizar a História Oral como metodologia para a obtenção de novos dados. Como a metodologia utilizada exige que se façam entrevistas com atores sociais que estiveram envolvidos de alguma maneira com o fato estudado, foram entrevistados ao longo da pesquisa profissionais da área que tiveram atuação relevante na consolidação da Ginástica em Campinas e que contribuíram para difundir a prática desta atividade nas suas diversas possibilidades, tais como o Professor Pedro Stucchi Sobrinho, Professora Otília Foster, Profa. Dra. Vilma Leni Nista Piccolo, Profa. Odenise Emanuelli e Prof. Carlos Roberto Luz. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000287612&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.