A Importância da Implementação de Políticas de Esportes na Universidade de Pernambuco a Partir dos Anseios Discentes

Por: Ângelo de Andrade Rodrigues dos Santos, Antônio Vinicius Neves Barbosa, , e .

1º Congresso Internacional Sobre Gestão do Esporte e 4º Congresso Brasileiro Sobre Gestão do Esporte

Send to Kindle


Resumo

Ao conceituar o termo política pública enquanto ação governamentalmente direcionada no sentido de impactar positivamente no cotidiano de determinada população, Peters (1986), evidencia a dificuldade em lidar com a projeção prática de sua aplicação principalmente quando considerada a diversidade dos anseios e perspectivas inerentes a sociedade contemporânea do mundo capitalista globalizado. Voltando a atenção as políticas públicas de esportes viabilizadas no Brasil, observa-se que as discussões nessa esfera apesar de perpassarem inevitavelmente pelo trato do fenômeno esportivo como importante mecanismo de promoção da saúde, educação e cidadania vêm sendo gradativamente enfraquecidas quanto a exequibilidade perene das proposições estatais nesse âmbito uma vez que a maioria dos estudiosos e especialistas da área acabam optando por sustentar seus posicionamentos argumentativos com base em vertentes políticas incipientes para a manutenção do cenário proposto. No tocante ao Esporte Universitário enquanto parte do sistema esportivo nacional, a crise de identidade conceitual por ele vivido em outros tempos como colocado por Starepravo (2006), serviu de premissa para contribuir com a atenuação da problemática acerca da consolidação das políticas públicas voltadas para o setor, que passou a ser visualizada com maior afinco a partir do governo nacional petista, quando conferiu status ministerial ao esporte e efetivou a criação em sua lógica administrativo-funcional o departamento de Esporte Universitário como forma de legitimar as pautas e encaminhamentos específicos de pertinência a tal contexto. Em Pernambuco a inexistência de uma política sólida de fomento do Esporte Universitário em sua única Universidade estadual contribui para a problematização da investigação proposta por este estudo ainda em fase de desenvolvimento que tem por objetivo identificar os anseios da comunidade discente da Universidade de Pernambuco acerca da sistematização de sua política universitária de esportes. A abordagem metodológica da pesquisa encontra-se delineada sob a perspectiva bibliográfica exploratória descritiva conforme proposto por Gil (1991). Como forma de proceder ao levantamento dos dados inerentes ao contentamento do estudo optou-se pela formulação de um questionário estruturado de perguntas fechadas através do qual os estudantes pudessem ser inquiridos de maneira clara e concisa nos campi da UPE. No presente momento a pesquisa se encontra em sua fase de coleta de dados onde acredita-se nas hipóteses de identificar a defasagem na oferta de ações bem como no sistema de gerenciamento de comunicação no ambiente acadêmico como alguns fatores determinantes para justificar a inexistência até então de uma política sólida de fomento do Esporte Universitário na Instituição de Ensino Superior explorada.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.