A Inclusão dos Portadores de Necessidades Especiais na Educação Física Escolar

Por: Eduardo Rodrigues da Silva, Juliana Cavestre Coneglian, Maria Angélica Mello dos Santos, Natália Pereira da Cunha e Wilians Douglas Barbosa da Silva.

XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e V Conice - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo discutir as relações dentro das aulas de Educação Física Escolar, focando na discriminação de indivíduos portadores de necessidades especiais. Foi feita uma contextualização da Educação Física Escolar, tal como o conceito de corpo e corporeidade, uma breve revisão histórica sobre tais conceitos e quais as influências sofridas. Foram incluídas experiências atualizadas a fim de trazer os conceitos para a realidade. Achamos como resultado que apesar dos avanços da sociedade e da Educação Física escolar com relação à inclusão, na nossa realidade atual a inclusão ou exclusão dos alunos depende dos profissionais, do meio em que cada um vive e das influências externas exercidas pela mídia e sociedade. Dessa forma, podemos dizer que cada escola tem um parâmetro de Educação Física. Concluímos a partir do apresentado que o papel da inclusão não pode ficar restrito apenas aos profissionais de Educação Física, as próprias instituições de ensino devem adotar medidas apropriadas no sentido de incentivar a matrícula desses alunos, oferecendo todo aporte necessário a eles.

Endereço: http://cbce.tempsite.ws/congressos/index.php/conbrace2013/5conice/paper/view/4923

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.