A Infância, o Jogo e a Brincadeira: Perspectivas Educacionais da Criança no Início dos Tempos Modernos.

Por: Gisele Franco de Lima Santos.

2004

Send to Kindle


Resumo

O jogo e a brincadeira apresentam inúmeras significações, terminologias e diferenciações culturais. Ambos estão inseridos no cotidiano social das mais
diferentes sociedades e de contextos históricos, muito antes de serem enfatizados pelo pensamento científico. Por isso, a concepção de jogo e de
brincadeira está diretamente relacionada a concepção de homem e de mundo que cada sociedade possui em momentos históricos distintos. Nesse sentido, o
presente estudo tem por objetivo refletir e compreender o papel do jogo e da brincadeira a partir das perspectivas educacionais da criança, no início dos
tempos modernos, por meio de uma pesquisa bibliográfica histórica. Na transição do século XV para o século XVI, o feudalismo está em crise e o capitalismo está se consolidando. Como uma nova sociedade está sendo vislumbrada, a partir da articulação dos princípios da sociedade burguesa que está nascendo, torna-se necessário que a criança seja educada em uma formação que valorize mais os aspectos materiais e terrenos, do que uma vida  contemplativa a Deus.

Endereço: http://www.ppe.uem.br/resumos/resumos/2004-28.prn.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.